26/11/11

quem semeia ventos, colhe tempestades


Fonte: http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com/

quem é lixo, quem é?


afinal a actuação da polícia sempre foi meritória, como diz macedo?


Hoje, muita gente, incluindo eu, enviou para as redacções dos jornais e telejornais o vídeo da agressão ontem a um manifestante nas cercanias da Assembleia da República. Que saiba, mas posso estar a ser injusto, só a TVI pegou na história e a investigou. Seja como for, fica provado que a polícia foi, ela própria, responsável pelo menos por uma parte dos conflitos. E da suspeita de que o terão sido na totalidade já não se livram. Com algum justificado exagero, quem não quer ser lobo não lhe veste a pele, Hitler utilizou os mesmos métodos. Estamos nas mãos de neofascistas. Venha agora a Noite de Cristal.

A notícia da TVI:

um fio de esperança

25/11/11

americanos fazem fila para comida grátis

bush, cheney, rumsfeld & rice: criminosos de guerra

marrocos também está em luta pela democracia verdadeira

naomi klein e michael moore em occupy everywhere

provocadores ou polícias?

A imagem corre a net e passou-se ontem junto à Assembleia. Civis munidos de cassetetes malham a bom malhar num manifestante. Provocadores ou polícia infiltrada? Era bom que se apurasse a verdade.

a obra-prima do neoliberal-fascismo


brandos costumes








Cairo, Atenas, Roma? Qual quê! Violência é em Lisboa!

façamos greve à imprensa

Intoxicam. Manipulam. Enganam. Assim anda a comunicação social deste país onde, dizem, vigora uma espécie de democracia. Em sucessivos telejornais, só são entrevistados uns quantos que estão contra a greve. Publicitam, um dia antes da greve, que quem a fizer perderá o salário de um dia de trabalho. Esfalfam-se a mostrar a arruaça em frente do Parlamento, arruaça essa que, já o dizem e já o mostram aqui pela blogosfera, foi provocada por agentes da polícia disfarçados de manifestantes. E os jornais, hoje, ao que dão destaque é aos distúrbios. 

Mensagem número 1: essa gente que faz greve é violenta.
Mensagem número 2: não se metam em manifestações, podem levar porrada também.

Salazar adoptou os mesmos métodos durante quatro décadas. Esperemos que Passos Coelho não dure nem quatro anos. Para bem de todos nós.


a mesma luta


Ontem, em Toronto.

nem para mentir este governo tem competência


Por Daniel Oliveira
http://arrastao.org/

O governo avançou, ondem ao fim da manhã, com números de adesão à greve geral - que qualquer pessoa com olhos na cara percebeu que foi superior há de há um ano - na administração pública: 3,6%. O relatório dos números era hilariante, com sectores inteiros de milhares de trabalhadores e fortes níveis de sindicalização com zero grevistas (é que nem os delegados sindicais fizeram greve, meus senhores). A preocupação deste governo com a sua própria imagem é tão baixa que nem se preocupa que a sua palavra possa ser facilmente posta em causa por aqueles que, nem tendo feito greve, sabem que colegas seus a fizeram. O rating da credibilidade deste governo está como o da nossa dívida pública: no lixo. Mas quem tem, no dia da greve geral, como seu principal porta-voz, uma figura como Miguel Relvas não precisa de se esforçar para se ridicularizar.

o que faz falta é agitar a malta

a morte saiu à rua

O velório da democracia.



não entregue o IRS de 2012 sem ler este aviso

espanha é uma lição

a nova internacional dos povos está activa e a dar luta

aqui está uma boa ideia: compre no comércio local, pague em dinheiro

toma lá e vai-te curar!

a greve geral e o que não passa na TV


http://www.jn.pt/multimedia/video.aspx?content_id=2147369

o coelho que paste relvas!

Uma reportagem da Reuters sobre a fome em Portugal que devia envergonhar os nossos governantes, se fossem gente de bem.



o dia das mentiras mudou para 24 de novembro

O governo afirma que a adesão à greve por parte do sector público se quedou pelos 13%. Afirma sem medo de cair no ridículo. 





23/11/11

greve às compras?


A ideia é controversa. Há quem diga que O DIA SEM COMPRAS marcado para Sábado (para Sexta nos Estados Unidos) mais não fará do que agravar a crise económica mundial. Outros sugerem que a acção incida apenas sobre as lojas pertencentes a grandes cadeias internacionais, privilegiando o pequeno comércio local. Outros ainda afirmam que a iniciativa é meramente simbólica, que as pessoas apenas suspenderão as suas compras por um dia. 

Pela parte que me toca, começo já amanhã a greve às compras, fazendo-a coincidir com a Greve Geral. E  prolongá-la-ei por todo o mês de Dezembro. Este ano, o Natal é para as crianças. Os adultos já não têm idade para acreditar no Pai Natal. Nem nos três reis magos, Coelho, Pereira e Gaspar.

... ou até que uma delas apanhe bexigas doidas!

é amanhã! está quase!

a justiça à moda de wall street

O governo americano está a dar apoio à junta militar egípcia que, nos últimos dias, mandou assassinar dezenas de pessoas na praça Tahrir. E, no seu próprio país, o auto-proclamado país da liberdade, prende uns, protege outros, mas nunca em nome da justiça, da democracia ou do bem-estar social de todos os cidadãos e não só de alguns. Obama desilude-me cada vez mais. É bem feito para não ser ingénuo.

os cartoons de wall street

22/11/11

mais do que um direito, esta greve é um dever






gaba-te cesto que amanhã vais à vindima

No ano Mariano, o santinho está na mão.

Pois é. Os conservadores espanhóis estão ufanos, ganharam as eleições. Numa democracia, mesmo torta, é isso que importa, dizem e eu acredito que não tenho tendências totalitárias, deus me livre e guarde de tentações. Mas os conservadores espanhóis não têm, nem de perto nem de longe, a maioria do povo com eles e, mal comecem a apertar os cintos e as goelas aos nuestros hermanos, é que vamos ver como elas lhes vão morder e o que é bom para a tosse. 

Se acha que assim não é, atente nestas contas simples: o PP obteve 11 milhões de votos. O PSOE alcançou 7 milhões que, somados aos votos dos liberais da Catalunha (1.100.000), da Esquerda Unida (1.700.000) e à abstenção (10 milhões) dá a conta calada de quase 20 milhões de cabeças e é esta a imensa maioria que vai ser tudo menos silenciosa, ou não tivessem os espanhóis o sangue na guelra e, de brandos costumes, muito pouco ou nada. Estou cá para ver.

manifesto dos cientistas sociais a favor da greve geral

Já por aqui tenho dito que as vozes dos pintores, cantores, músicos, actores, escritores e demais intelectuais deste país podem ouvir-se mais alto e mais longe do que vozes anónimas como a minha. E, excluindo alguns nomes isolados, como Boaventura de Sousa Santos ou António Lobo Antunes ou José Saramago, que até por isso nos deixou saudades, poucas são as figuras públicas que vêm a terreiro falar da terrível situação que vivemos, única na nossa História recente. Apraz-me por isso registar aqui o manifesto de centena e meia de cientistas sociais que assinaram um manifesto de apoio à greve geral. Leia-se com olhos de ler:

a feira do relógio mudou-se para são bento

Saldos! Saldos! Tudo mais barato! Comprem, meninos, comprem! Quem nos acaba o resto? Venham ver, fregueses!

mais delicadezas policiais

massacre no egipto

meu filho, não tenho tempo

os cães de guarda


o fascismo não é um fantasma do passado





Biografia do autor, Michael Parenti:
http://en.wikipedia.org/wiki/Michael_Parenti

vamos para a greve, quer o governo queira ou não queira


um palhaço na oposição não é a nossa salvação


Seguro, a insegura criatura que lidera (lidera?) o PS é um homem frouxo, sem carisma, sem ideias fortes nem sentimentos de esquerda autêntica, limitando a sua oposição a este governo de gangsters a uma abstenção no dizer dele violenta. Coitado do cavalheiro da triste figura. Prefiro Quixote. Prefiro Pança. Prefiro o Palhaço Pobre do Circo Cardinalli.

Imagem: http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com/

vender a nossa economia à máfia angolana é vender a alma ao diabo


Por Daniel Oliveira

Na sua coluna no Expresso, João Duque deixou bem claro como vê a liberdade e a democracia neste País. Mas não quero aqui perder mais tempo com esta personagem. Nem a excelente caricatura da ideologia dominante que ela representa. Agora concentro-me noutro tema: as nossas relações económicas com Angola.

Como se sabe, Pedro Passos Coelho foi a Luanda para vender as nossas empresas públicas. Deslocou-se a um dos mais ricos países africanos, que, sendo um dos maiores exportadores de petróleo do Mundo, permanece em 148º lugar no Índice de Desenvolvimento Humano e com dois terços da sua população a viver com dois dólares por dia. Os crimes de sangue e económicos fazem parte da natureza da cúpula mafiosa que domina os negócios em Angola (ler "Diamantes de Sangue", de Rafael Marques). E mesmo quando a generalidade dos países europeus vive momentos de dificuldade, a entrada de capitais angolanos é vista com desconfiança, por ser um factor de insegurança. Até no mundo financeiro, dominado pela falta de escrúpulos, a elite económica de Angola está para lá de uma fronteira que só os mais "afoitos" se atrevem a transpor.

rajoy já foi à merkel


O editorial do Público de hoje embandeira em arco com o resultado das eleições espanholas. É a vitória do conservadorismo, proclamam eles. Quem acha que a raiva contra a crise leva as pessoas ao protesto e às ruas desengane-se, ufanam-se eles. Entretanto, Mariano já consultou a Ângela sobre o ataque que vai fazer à bolsa dos espanhóis. Veremos, daqui a pouco tempo, se o Público vai continuar a ter razões para aplaudir o triunfo do conservadorismo e a mansidão das gentes de além-fronteiras. 

a frase podia ser de marx, de lenine, de cunhal ou de louçã, mas não é

relvas decidiu, está decidido!

A RTP não vai ter publicidade, aumentando ainda mais o défice que os portugueses vão colmatar com mais impostos e mais aumentos indignos do custo de vida. Balsemão já aplaudiu a sábia decisão do governo. O descaramento e a gula desta gente não tem limites.

alberto joão: a crise é coisa que não lhe assiste


21/11/11

se a raiva cresce, cresçam as gentes nas ruas


O calendário das concentrações e manifestações no dia da Greve Geral:

da rússia com humor

um monumento ao cavaquistão


Descobre-se agora que Miguel Relvas também andou associado a negociatas do BPN. É o que eu digo: faça-se uma investigação a sério e prenda-se metade da classe política. Para mais e não para menos. E são muitos destes senhores que vêm à televisão dizer que os portugueses viveram acima das suas possibilidades. E são muitos destes senhores que nos querem pôr a pão e água. E são muitos destes senhores que nos roubam subsídios, feriados, horas de descanso. O maná esgotou nos bancos, nas parcerias público-privadas, no Estado? Não faz mal. Roubam-se os tansos.

20/11/11

uma coisa é certa: vamos ganhar!

o homem afinal o que quer é o nosso bem

 

Até a Cristas, da pandilha dos Sá Cristas, veio dizer que havia um lado positivo para o aumento do IVA na comida dos bebés: os pais iam passar a dar-lhes fruta fresca, comidinha saudável. Atão, comadre, se os boiões não são saudáveis, porque é que se permite a sua comercialização sabendo qual é o consumidor final? Claro que a comadre fala de barriguinha cheia, deve ter empregada em casa a tomar-lhe conta dos pimpolhos. O que não acontece com o comum dos mortais que, ainda por cima, é agora obrigado a trabalhar mais tempo. 

Esta gente está a pedir chuva. Vai tê-la. E da grossa.

espanha em dia não

todos juntos somos fortes!


Por Renato Teixeira

Um ano de lutas, da Greve Geral à Greve Geral, do 12 de Março ao 15 de Outubro, passando por Tahrir, pela Puerta del Sol, por Wall Street e pelo Rossio.

Dia 24 vamos parar o país. De todas as maneiras. Com todos os feitios. A cantar e no piquete ou a dançar nas açoteias. Na manifestação e na Assembleia Popular. Durante o dia fora e pela noite dentro.

a 24 de novembro, façamos greve às compras também!

Em Espanha, o dia 25 de Novembro é dia de greve às compras. Em Portugal, devíamos fazer o mesmo, coincidindo com a greve geral de 24 de Novembro. 

DÍA SIN COMPRAS
Indignados con el modelo de consumo. Por eso el 25 de noviembre es un día de huelga... de consumo. Y muchas alternativas. Para difundir este día sin consumo y concienciar sobre la necesidad de un consumo responsable los 364 días restantes, se celebran en todo el Estado multitud de actividades que se alargarán hasta diciembre: 

velhos e novos, todos juntos pela mesma causa!


com greve e com luta, derrubaremos ... vocês sabem quem!

vamos ocupar, antes que nos lixem de vez!


Fonte: http://oblogouavida.blogspot.com/

o grande capital está a atear fogo ao planeta

Por Jorge Cadima

O grande capital está a atear fogo ao planeta. E é cada vez mais evidente que uma parte substancial dos seus centros de comando pondera desencadear uma calamitosa aventura militar de grandes proporções. Nos últimos dias multiplicaram-se as ameaças abertas contra o Irão e a Síria, assim como alertas preocupados de quantos receiam as consequências imprevisíveis duma tal aventura. Um capitalismo em agonia ameaça de novo a Humanidade com uma tragédia.

não escapa ninguém!

Polícia reformado preso em Nova Iorque.

as bestas



oiçam este homem!

Agora legendado.