27/11/10

homem rico, homem pobre ou os contrastes de um mundo injusto

Nunca ouviram a expressão "uns com tanto e outros sem nada"? Acham que é um dito ressabiado de um qualquer "degenerado" comunista ou de um invejoso profissional? Não! Esta é a frase que todos os homens e mulheres de boa vontade deveriam pronunciar mais vezes e em relação à qual deveriam actuar também mais vezes. 

Vejam as fotos. De um lado, a riqueza extrema (o carruncho que aparece em algumas delas não foi produzido em aço inoxidável, é de ouro branco, e pertence a um dos senhores do petróleo dos Emiratos Árabes). Do outro lado, um pouco por todo o mundo, a miséria, a fome, as doenças, a desgraça grassa e não se extingue ou reduz.


o vinho é nosso, o presidente é deles

Imagens inéditas do presidente russo Medvedev depois de um repasto, pelos vistos bem regado, durante a recente cimeira de Lisboa. Valeu-lhe o amparo de dois amigalhaços da política e, se calhar, dos copos.








a delirante imaginação dos publicitários


obras-primas dos mestres pasteleiros


26/11/10

os vídeos, só para adultos, que muitas televisões se recusaram a transmitir

Pssssst! Que é lá isso? Onde é que pensa que vai com esse cursorzinho matreiro a aproximar-se do link aqui de baixo?

já vi de tudo na vida mas ainda nada como isto

As imagens são demasiado cruéis para ficarem aqui à vista de toda a gente. Clique se quiser ver. Mas tem que ter estômago forte e vai ficar com o resto do dia estragado. Não estou à brincar desta vez. O caso não me merece graças, mas a mais viva repugnância.

filhos bastardos de uma nação madrasta


Todos somos portugueses. Todos, salvo as desonrosas excepções do costume, estamos a perder poder de compra, qualidade de vida, uma vida que nem sequer foi alguma vez faustosa, ao contrário do que vêm agora apregoar certas luminárias do alto da sua sapiência e do seu conforto económico e do seu egoísmo e certos figurões a quem a crise, qualquer crise, passa ao largo com efeitos secundários de somenos, mesmo, como se sabe, aqueles que levam dolosamente à falência as empresas que dirigem e os que praticam todo o tipo de malfeitorias com o beneplácito, a conivência de uma só lei, a da total impunidade.

Todos somos portugueses. Todos, salvo as desonrosas excepções do costume, sofremos os agravamentos insanos de impostos, os aumentos de preços (tantas vezes encapotados), a redução directa e indirecta de salários, a precariedade laboral, as prepotências dos patrões que se aproveitam da crise para melhor sugar, subjugar, escravizar (não tenhamos medo das palavras, estamos perante um novo e mais refinado tipo de esclavagismo), o desemprego galopante e a instabilidade laboral, o medo do futuro, os atentados do Estado contra a nossa carteira e contra os nossos direitos através de mil e uma tramóias destinadas a arrancar-nos couro e cabelo, seja mediante a perda de regalias (mínimas, ao contrário do que as tais luminárias querem fazer querer), o corte escandaloso dos subsídios de desemprego, a degradação dos serviços de saúde e tantos outros que não são esmola nem benesse nem favor, somos nós que os pagamos.

25/11/10

tomaram muitos profissionais!

Não me canso de fazer publicidade à Sandra. Ela merece. Vejam esta pequena pepita d'ouro:


uma boa notícia para os fãs de michael jackson

Box com vídeos inéditos de Michael Jackson chega às lojas
Na onda de lançamentos em torno do "rei do pop", a Epic/Legacy Recordings anunciou nesta quarta-feira o lançamento do "Michael Jackson's Vision", uma caixa de luxo que reúne 40 vídeos inéditos, entre eles o clip "One more Chance", produzido em 2003. Com mais de quatro horas e meia de conteúdo dividido em três DVDs, esta caixa reúne todas as curtas-metragens produzidas pelo cantor e versões de sucessos como "Black or White" e "Thriller" com 14 minutos de duração.

24/11/10

olhó passarinho!

Avós, pais, netos e mais a tia,
todos em santa harmonia
a pousar para a fotografia.
É lindo de se ver senhores,
vinde em grande correria,
vinde à câmara dos horrores.


o homem, o seu cérebro e os vitais apêndices


Agradeço ao JM a sua contribuição, ainda que involuntária e não autorizada, para o PECHISBEQUE. Cá vai disto:

A primeira protecção testicular, coquilha ***, foi usada no hóquei em 1874, o primeiro capacete apenas em 1974. Significa isto que o homem levou 100 anos a compreender que o cérebro também é importante.

*** Não confundir com conquilha, desta come-se o que lá está dentro.

dóceis, afáveis, brincalhões, uns gatinhos afinal!

video

patrão? governo? sócrates? cavaco? fisco? crise? marimbe-se!

Este foi o meu primeiro post no PECHISBEQUE. Quero relembrá-lo hoje, em dia de greve geral, de desânimo generalizado:

Se o governo, o patrão, as finanças, o magarefe, o trolha, o filante, o larápio e outros moinantes lhe andam a fazer a vida num inferno, fique a saber que também há céu em vida.

Ora escute...


a terra é uma obra de arte

Pena é que a gente dê tudo por tudo, faça das tripas coração, para borrar a pintura!


tirando os 6 contos de ordenado, tudo o mais bate certo com os dias de hoje

Um soneto escrito por José Régio em 1969:

Surge Janeiro frio e pardacento,
Descem da serra os lobos ao povoado;
Assentam-se os fantoches em São Bento
E o Decreto da fome é publicado.

Edita-se a novela do Orçamento;
Cresce a miséria ao povo amordaçado;
Mas os biltres do novo parlamento
Usufruem seis contos de ordenado.

E enquanto à fome o povo se estiola,
Certo santo pupilo de Loyola,
Mistura de judeu e de vilão,

Também faz o pequeno "sacrifício"
De trinta contos - só! - por seu ofício
Receber, a bem dele... e da nação.

susan boyle: lembram-se de como ela era?


mulher dá à luz em plena rua

Lembram-se de um post que aqui vos deixei há dias sobre o Google Street View e repleto de gente apanhada em flagrante? Agora, as mesmas câmaras tudo menos discretas capturaram, na Alemanha, uma senhora a dar à luz na via pública. Não está ainda posta de parte a possibilidade de se ter tratado de uma montagem mas, se o foi, foi bem urdida.

23/11/10

vai um fadinho?


mais um gesto expressivo do capo berlusconi


o anúncio mais premiado do ano

Desta feita, vou limitar-me a transcrever a notícia do Expresso online:

No passado dia 18 decorreu a Campaign Media Awards, uma entrega de prémios de publicidade que teve lugar no Reino Unido.

Para além das categorias tradicionais, como a "Campanha Mediática do Ano" (venceu a agência de comunicação Carat pelo trabalho promocional à British Gas), ou a de "Melhor Programa de Comunicações" (atribuído à MEC pela campanha "Let's Grow", para a Morrison), esta cerimónia estreou a categoria "Anúncio do YouTube do Ano" que, como o nome indica, premiou o melhor anúncio de 2010 exibido no YouTube.

O vencedor nesta nova categoria foi o vídeo da campanha "Abrace a Vida - use sempre o cinto de segurança", um anúncio de serviço público dos criativos da empresa Alexander Commercials, que publicaram o anúncio em janeiro deste ano.

No YouTube já tem quase 12 milhões de visitas e já é um premiado repetente. Recebeu a medalha de ouro nos Prémios de Publicidade Internacional de Nova Iorque, o 3.º prémio nos Leões de Cannes e está classificado como o melhor vídeo educacional e o mais visto no YouTube.

O vídeo premiado não mostra as cenas chocantes nem os números das vítimas de acidentes por ano, mas consegue ter tanto ou mais impacto emocional do que os vídeos tradicionais de prevenção rodoviária.

Veja o vídeo "Abrace a Vida - use sempre o cinto de segurança".


glória a eles nas alturas



james dean recriado

<a href="http://video.br.msn.com/?mkt=pt-br&amp;from=sp&amp;vid=d825aef0-7cc8-48a1-96a4-1422674273d9&amp;from=pt-br&amp;fg=dest" target="_new" title="James Dean">Vídeo: James Dean</a>

ganda pinta!

O artista chama-se Eric Grohe. Tiro-lhe o chapéu!


o que um homem é capaz de fazer por uma loira


vai ser limpinho!

Há coisas que não devem cair no esquecimento. Por isso, apesar deste vídeo não ser novo, achei que deveria guardá-lo aqui no PECHISBEQUE.

Hoje em dia não temos grandes mulheres na política. As que temos podem contar-se pelos dedos de uma só mão e, as outras,  comportam-se como os seus pares masculinos, defendem com unhas manicuradas e dentes tratados o seu partidozinho, o seu umbiguinho, os seus interessezinhos, e que se lixem os problemas sociais e económicos que afectam cada vez mais portugueses, atrás de mim virá quem melhor do que eu fará é o lema de todas elas, fazendo coro com eles. Por isso, era de uma mulher destas que estávamos a precisar no parlamento, a falar mais alto e mais grosso do que os seus colegas inutilmente varões, pelo menos no que à política diz respeito porque, no que toca a outros actos, vade retro, aí não meto prego nem estopa. 

Já desperdiçámos tempo demais. Já tivemos a nossa conta de passos perdidos. Já estamos fartos de demagogia, corrupção, inépcia. Eu, por mim, já escolhi: quero uma deputada que acabe com o deputedo, que corra com as ratazanas à vassourada, que extermine sarro e nódoas à força de creolina e palha de aço. No estado de sujidade a que a coisa chegou, não é com paninhos quentes que se vai lá.

E, para que não me acusem de estar a ser machista, desde já me apresto, ufano e lesto, para fazer parte da brigada de limpeza. Há muito que me estão a dar ganas de pôr a casa a brilhar.

video

lança a bola, dança o tango

video

quem disse que é preciso gastar milhões para fazer um bom anúncio?


as vergonhas por que um homem passa só por experimentar roupinhas novas

video

socorro, socorro, quem é que lhes acode?



recordação do halloween numa escola americana


o mundo está cheio de gente cada vez mais gira, não acham?


safa! safou-se!


rezem para que ele não esteja assim a 24 de Dezembro


venham a mim as criancinhas, tão inocentes e boazinhas


matou a mãe e matava a humanidade inteira, era só deixá-lo

Aconteceu há dias. Cuidado: a linguagem é, também ela, chocante.


22/11/10

gosto muito desta voz e ainda mais desta canção


ó gente da minha terra, vale a pena ver e rever e guardar


vai lá fazer fosquinhas a outro ó fanchono d'uma figa!

aqui há rato!

o gajo a dar-lhe, a burra a fugir-lhe, a xuxa é deus e tu és parvo


descubra o que têm em comum paul mccartney e pedro abrunhosa



vinagre será certamente

São como água e azeite.

Azeiteiro digo eu, sem qualquer intenção de apoucar, de acordo com o que o dicionário me ilustra, os mercadores de azeite, os ostentadores de nódoas e os esfoladores de meretrizes, se não acredita em mim vá conferir ao canhenho que repousa aí por casa há um ror de luas, a madraçar e a ganhar pó. Só um deles, porém, só um deles, o azeite ou a água, é que procede com tino e denodo. Aquele que, presidindo aos destinos do seu país com o mais notável dos desempenhos, a mais fervorosa das determinações, assume a pose do estadista emérito, a catadura do líder nato, a aura da imortal figura, o aprumo dos heróis de mar e guerra, o semblante do ser iluminado. Porque, sabe-o ele e sabem os concidadãos que nele votaram e nele voltarão a votar de bom grado e mente leve, não se tem poupado a esforços, titânicos por assim dizer, proverbiais já se vê, providenciais por obra e graça do espírito santo, para salvar o país do naufrágio instante, da hecatombe iminente, da derrota certa. Para, com a clarividência dos predestinados, levar a jangada a bom porto, passar o cabo das tormentas, aportar ao cabo da boa esperança depois de mil intempéries por um mar encapelado, infestado de contrariedades e tubarões, os salafrários que não lhe beijam a mão nem lhe vêm dotes de excelência nem excelência de dotes. Com as suas habilidades de marinheiro de águas turvas, a sua vasta, basta experiência nas funções de comandante-em-chefe, a sua perícia de timoneiro, as suas nenhumas dúvidas e enganos raros, saberá, firme, hirto e de dedo em riste, indicar ao seu povo o caminho a palmilhar, em rebanho dócil, até a uma vida de estadão num Estado também ele hirto, também ele firme, também ele aprumadinho e reverente. Impotente.

Será água? Será azeite? Vinagre será certamente.

faz-me lembrar a história da hiena: se promulga quando não quer promulgar, se não comenta quando devia comentar, se discursa o que não deve discursar, então serve para quê?


quem promulga leis contrariado não merece novo reinado


ó loureiro, ó loureiro, ó loureiro ramalhudo, os outros fazem as coisas, o loureiro é que paga tudo


se não sabe, como é que saberá ocupar outra vez ... o lugar?


sabe que tudo sabe, raramente se equivoca, leal aos que lhe são leais: temos homem!


é ele quem mais ordenha no nosso querido curral

um dia destes eu calo-me, mas por agora insisto em perguntar: é nele? é mesmo nele? tem a certeza?

ai é? ai ele é isso? vai mesmo escavacar o seu voto?

só comento que não comento


a estranha e triste história das escutas que se escorçomelavam de belém como chichi em achacadiço com estrangúria


não digo, não digo e não digo, prontos!


a não perder: para perceber os porquês do colapso da economia e as decisões difíceis do pobre sócrates


onde se fala de nissans, lamborghinis e dinheiro deitado à rua

Hoje ando pelo Brasil, talvez para me lembrar do calorzinho que faz por lá e esquecer o frio que faz por cá.

Na semana passada, coloquei aqui um vídeo de um louco ou excêntrico ou ricaço ou ricaço louco e excêntrico que andou, em plena avenida Paulista, a jorrar dinheiro aos transeuntes provocando grossa algazarra e tornando umas quantas pessoas felizes por um dia, o dia em que puderam fugir da dieta do feijão e do arroz e da mandioca.

Num ápice, a agência da publicidade da Nissan produziu um anúncio inspirado no insólito fato, perdão, facto.

Se não tivesse carro, comprava já um Nissan. A prestações já se vê, a não ser que alguém em Portugal se lembre de seguir o generosíssimo gesto do benfeitor brasileiro. Se estiver com essa fisgada, diga-me onde vai deitar dinheiro à rua e a que horas. Mas diga-me a mim e só a mim onde vai estar. Se eu puder trocar o Nissan por um Lamgorhini tanto melhor. Até parece que já o estou a ver. Dourado. Jantes com banho de ouro de sessenta quilates ou mais. Estofos forrados a pele de crocodilo. Mini-bar para as garrafas Moet & Chandon e para o caviar, muito caviar. E, se não for pedir muito, e não será com toda a certeza, retretes encastradas sob os assentos traseiros. Para aliviar o traseiro depois de tanta lagosta e, com sorte, de tanto linguado também.

é incrível como se estragam assim, do pé p'rá mão e do pêlo p'rá juba, as memórias de infância de um macho com pêlo na venta


cadê da alegria dela?


a moda por quem sabe da poda

Tenho uma confissão a fazer: envergonho-me de ter publicado neste blogue imagens da minha colecção Primavera-Verão 2011. Embora catitas, que são esses trapitos ao lado destas obras-primas da vanguarda da moda? Que elegantes ficam as senhoras! Que garbosos os senhores! Um caso bicudo de talento, é o que vos digo. E digo bem.


fui eu quem lhes deu aulas de condução




quem é que os mandou casarem-se de preto?


falhados, falhanços e barrigadas de riso


o rapaz tem queda para isto

epic fail photos - rail ride fail gif

assim se eleva o nível da publicidade


agarrem-nos senão eles fogem!

Alarmes para quê se há soluções mais baratas e tanto ou mais seguras? Vejam e aprendam ...