07/06/14

à molhada, medalhados!


Cavaco, o Sr. Silva, vai outorgar variegadas condecorações, assim a armar ao pingarelho, a soar a fino, a finórios e gente de bem numa caldeirada que deve ser algarvia, inventada lá para os lados do Poço, ou Fonte, de Boliqueime. Queime as pestanas e tente descobrir, na short list que se segue - há mais, muito mais nomes para abrilhantar o festório - as personalidades que o são de facto, aqueles a quem a Nação, nós, estamos em dívida. Os outros, escolhidos a dedo pelo Sr. Silva, são complementos inúteis, bibelôs em desuso, tralha que, algum dia será o dia, estará à venda numa qualquer quermesse de beneficiência para "amparar" os pobrezinhos que, esses mesmos, os doutorados em transumância de gado humano, vão semeando por estas e outras pastagens.

Ei-los, separe o trigo do joio: António Borges, Manuel Braga da Cruz, Miguel Horta e Costa, Eduardo Lourenço, Maria João Avillez, Rodrigo Leão, Luís de Matos, Mário de Carvalho, Rui Chafes, Miguel Horta Osório e Zeinal Bava.

Faltou Miguel Relvas. Falha, grave, do Sr. Silva.

nomeados novos juízes para o tribunal constitucional

05/06/14

uma praia nos mares da china

http://www.dailymail.co.uk/

http://www.dailymail.co.uk/

http://www.dailymail.co.uk/

http://www.dailymail.co.uk/

http://www.dailymail.co.uk/

http://www.dailymail.co.uk/

04/06/14

publicidade institucional

E se algumas marcas imprimissem o seu logo e slogan em invólucros de preservativos?

Seria assim ...




os bravos do pelotão

Sob o olhar, quiçá míope, quiçá cego, quiçá aquiescente mas sempre cúmplice, de Sua Exª o Senhor Presidente da República - e não me venham dizer que lhe falto ao respeito -, o governo está em guerra aberta contra o Tribunal Constitucional. Já não há disfarce possível. Já se contam balas e bazucas lá pela Rua da Imprensa. Já se preparam as barricadas na Rua do Século. E o generalíssimo, Coelho de nome, lobo por natureza, já se olha ao espelho e admira os galões, para uns um copo de café com leite, para ele o símbolo do poder, do desvario, da afronta a Portugal e aos portugueses. Ele pode, logo manda. 

Nunca se viu nada assim em tempos de democracia. Autoritarismo, usurpação, mentira, manipulação, um atentado à dignidade, à vida de todo um povo.

Que, por enquanto, permanece calado. E, quem cala, consente.

As fotografias são da II Guerra Mundial. Podiam ser de hoje mesmo. Em Portugal, junto ao Constitucional.




03/06/14

tautau no tutú

Exmºs Senhores
Doutores Juízes do Tribunal Constitucional
Palácio Ratton
Rua do Século
Lisboa

Os senhores são todos do reviralho, uns esquerdalhos do caraças! Coitaditos dos nossos governantes, que tanto se esforçam para nos servir e honrar os nossos compromissos, pagar aquilo que devemos - andámos a gastar muito acima das nossas possibilidades, essa é que é essa! -, e vêm os senhores e estragam-lhes o arranjinho. A eles e a nós que comemos por tabela, eles coitaditos, os nossos governantes, nunca quiseram aumentar impostos, longe deles tal ideia, mas os senhores doutores juízes a isso os obrigaram.

Coitaditos, umas vítimas.

É preciso que os senhores expliquem muito bem as vossas decisões, que indiquem aos nossos governantes, coitaditos, qual o caminho a tomar e já agora, se não for pedir muito, que acumulem a vossa facilitadíssima função com a de ministros, ora primeiro, ora da Justiça, da Economia, da Solidariedade Social, das Finanças, da Defesa, da Administração Interna, da Agricultura e Pescas e por aí fora.

Parem de perturbar Pedro y sus muchachos, que tanto sangue, tanto suor e tantas lágrimas têm vertido por mor deste povo cada vez mais pobre e, apesar disso, tão mal agradecido.

Expliquem-se, proponham alternativas, governem, caramba! Não tenham agendas escondidas, isso não se faz, é muito feio, ainda levam tautau no tutú.

Tudo pela Nação, nada contra a Nação!

01/06/14

e disse napoleão na sua voz de trovão

Reuters/http://sicnoticias.sapo.pt/
"Habituem-se!", disse Seguro em tom ameaçador, a voz a fingir grossura, as feições a fingir severidade. Costa treme, não dorme, claudica! 

Seguro faz das tripas coração para se agarrar ao seu bote salva-vidas, a direcção do PS. Se ganhar esta batalha, perderá as legislativas mas, ah! poderá então imputar a derrota a António Costa, culpá-lo durante os próximos 3 anos.Tal como Passos tem andado a culpar Sócrates durante os últimos três.

Seguro quer dignificar a política e os políticos, diz ele. Mas tudo faz para os enxovalhar, envergonhar. Como político, é medíocre. Como ser humano, quer-me cá parecer, não será melhor.

Quanto às directas, já estou a ver a gente do PSD e do CDS em fila de pirilau à boca das urnas. Para votar em Seguro, o seguro de Passos. Seguro sabe que é assim que vai ser se levar a dele avante. Tudo lhe serve para satisfazer a sua ambição maior: depois de Coelho, um Rato no poder.

E o país que se lixe.