25/05/12

afinal o que era mentira parece que é verdade

O Pingo Doce desmentiu categoricamente que tivesse pedido aos produtores para suportarem os custos da sua acção benemérita do 1º de Maio. Hoje, os produtores vieram denunciar as pressões do Pingo Doce, entre outros grupos de distribuição, para baixar os preços que em muitos casos, mesmo sem a "atençãozinha" agora exigida, já só permitem a mera subsistência de agricultores e criadores de gado. 

O Continente vai fazer mais um picnicão, abrilhantado por Tony Carreira, alegadamente em prol da produção nacional.

Esta gente acumula mentiras e lucros. Do que estavam a precisar sei eu. De tomates podres nas ventas. E o boicote geral dos produtores, assim eles estivessem unidos e protegidos por um governo que, propalam aos quatro ventos, quer incentivar a agricultura destruída nos anos dourados de Cavaco Silva, os anos em que nunca se enganava, raramente tinha dúvidas e nos encheu de dívidas.


a missas destas também eu quero ir

amor laranja


Já se sabe o segredo escabroso da jornalista do Público que Miguel Relvas ameaçou divulgar na internet: namora alguém de um partido da oposição. Jornalista pode namorar. Casar. Acasalar. Desde que escolha varão entre os membros disponíveis, e dispostos, do PSD ou do CDS. Se não o fizer, é porque a sua objectividade, imparcialidade, rigor profissional estão irremediavelmente comprometidos. Deve ser denunciada da net. Banida do jornalismo. Proscrita. Presa até, se for preciso.

crimes contra a humanidade

Vem no DN:  mãe e filho atiram-se de prédio de mãos dadas. Mais um crime perpetrado pelo FMI, pela Comunidade Europeia, pelo BCE, pelos vermes que governam a Europa em nome dos donos do mundo. São criminosos. Serão julgados.


24/05/12

estamos safos!


Os nossos soberanos da troika disseram hoje que o pior da crise portuguesa está a passar. A partir de agora, é sempre a subir! Subir impostos, subir o desemprego, subir preços, subir a fome e a miséria, a vida por um fio, os suicídios. Estamos safos. Viva! Viva!

o mundo em boas mãos


ide trabalhar, malandros

Por Manuel António Pina

O Governo soube através do INE que anda por aí um milhão de madraços sem trabalhar e decidiu dar-lhes que fazer. A boa nova foi levada à AR pelo secretário de Estado da Administração Interna, que anunciou que o seu ministério e os da Economia e Agricultura estão a ultimar um protocolo que visa pôr os desempregados a aproveitar a sua "oportunidade de mudar de vida" iniciando uma promissora carreira no sector da prevenção de fogos florestais. Assim ocuparão os tempos livres em vez de (a ociosidade é mãe de todos os vícios) os ocuparem a pensar.

O programa (que abrange ainda os beneficiários de RSI) prevê que os desempregados se encarreguem da vigilância e limpeza das florestas que os seus proprietários, Estado e privados, não limparam e de... funções de ordenamento do território e gestão do combustível existente.

O subsídio de desemprego é, para o Governo, uma esmola que dá aos desempregados e não uma prestação a que estes têm direito por terem, ao longo da vida profissional, confiado todos os meses ao Estado uma parte do salário para esse e outros fins.

A coisa será, até ver, numa "base voluntária". E, posto que na lista dos ministérios falta o das Finanças, não custa a crer que também numa "base gratuita". Já que os desempregados (como os reformados, que provavelmente se seguirão) recebem esmola do Estado, que se mostrem agradecidos.

23/05/12

toda a verdade será castigada

Um juiz, criatura sem juízo, mas ele há tantos, ordenou que os Precários Inflexíveis retirassem do seu site (http://www.precariosinflexiveis.org/) todas as críticas aos métodos, no mínimo pouco edificantes, de uma empresa de angariação de pessoal.

Relvas é acusado de tentar calar uma jornalista do Público através da mais sórdida chantagem.

A censura voltou. Que regressem também os bufos e os pides. Reocupe-se o Tarrafal e Peniche e Caxias. Reactive-se o Tribunal Plenário. O 25 de Abril passou. 28 de Maio está a chegar.


22/05/12

olhó passarinho!

Hoje não há mais política. Há furtos, há acrobacias, há riso, mas política não há. Amanhã volto à carga. O Passos merece. O Relvas merece. O Gaspar e o Álvaro merecem. A Cristas, o Crato, os Macedos merecem. Não perdem pela demora. 




escondam as carteiras, está aí a troika

Imagem: http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com/

oh cavaco, mete os putos na barraca que vai haver merda no beco!

Cartoon de Antero
http://aventar.eu/

quem se mete com o povo, leva!

O povo é ordeiro. Manso como cordeiro. Mas a História tem mostrado que ele, sempre que são ultrapassados os limites da exploração, sabe unir-se e lutar pelos seus direitos. Se com mais violência ou menos violência, ainda é um caso a ver. E não vai demorar muito. Talvez seja esta a profecia maia. 2012 ainda nem a meio chegou.


este coiso deve ser mandado para o coiso porque coisos destes não merecem outra coisa

Fonte: http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com

eu seja ceguinho!

Imagem: http://henricartoon.blogs.sapo.pt/

21/05/12

perdemos a cabeça, pagamos € 2,50 por hora e viva o velho!

Este anúncio é exemplar. Exige-se um mestrado em arquitectura. Em troca, oferecem-se 6 meses de emprego, 500 euros de salário e 10 horas de trabalho por dia. E é se queres, é pegar ou largar!

A par do desemprego, esta é outra tragédia nacional. O governo, empresários sem escrúpulos nem consciência social, os partidos neoliberais e aqueles que se abstêm violentamente, têm conduzido os portugueses a uma situação insustentável: ou não há trabalho ou, se o há, é precário e miseravelmente recompensado, numa exploração a raiar a escravatura.

Se as contas não me falham, isto dá € 2,50 por hora. Não sou arquitecto mas, se fosse, preferia ir lavar casas em vez de as ajudar a construir. Dá mais dinheiro. E não me pedem para falar inglês, nem francês, nem que tenha conhecimentos de desenho 3D ou de design de interiores.

Vão bardamerda!


herman josé, porta-voz de coelho

A insensibilidade social é isto. Como artista, há muito que Herman não me diz nada. Como ser humano, com este vídeo fica tudo dito.




casa descasa casa descasa


oh maria, vai com as outras!

É vê-lo hoje pelos jornais, num aprazível shake hands com Hollande e juras de amor eterno ao crescimento. Os portugueses, com a memória curta que os caracteriza, decerto já se esqueceram que, ainda há bem pouco tempo, se tinha recusado a votar a favor das medidas de crescimento que o PS propunha juntar ao tratado europeu. E que, desde há um ano, nos fala da necessidade da austeridade, da bondade da austeridade, da alternativa única da austeridade, da solução final da austeridade. Obama fala em crescimento? Ajoelhemo-nos. Hollande defende o crescimento? Baixemos as calcinhas. Descansem os portugueses e portuguesas que têm empobrecido por conta da teimosia e cegueira de Passos e demais tropa-fandanga: a partir de agora, é o crescimento o que está a dar. Ele é homem de uma só palavra. Que diga essa só palavra e a nossa alma será salva.


20/05/12

até à lagareiro matava a gente


O homem envenena tudo à sua passagem, benza-o Deus que, ao que se diz, é misericordioso. Não lhe bastava estar metido em cambalachos de milhões e de ter sobre si a suspeita do assassinato de uma pessoa. Também, em troca de coisa pouca, denuncia os da sua igualha, amigos de longa data, parceiros de negócios, gente que o fez enriquecer. Nele, nada se aproveita. É um ente raro em falta de qualidades. O PSD acolheu-o, deu-lhe a oportunidade de enriquecer, parece nunca ter suspeitado da sua fortuna súbita. Foram cúmplices, quer queiram, quer não. Mas o povo, tal como Deus, perdoa e esquece.

se a televisão não mostra, mostro eu



As televisões, a imprensa em geral, bem tentam disfarçar. Mas os povos do mundo, mesmo dos países mais privilegiados, estão a vir para a rua, agitam-se, indignam-se. Esta manifestação deu-se ontem pelas ruas de Frankfurt, a pátria da engenheira da desgraça.

que cozinhado é este, senhor ministro relvas?

Por Xavier

1. Miguel Relvas, Ministro dos Assuntos Parlamentares, foi ouvido recentemente na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, na Assembleia da República, a propósito das suas “ligações” ao Ex-Chefe das Secretas;

2. Ex-Chefe das Secretas, que segundo declarações públicas, terá enviado a Miguel Relvas, diversos “clipings” e um plano de Reforma dessas mesmas Secretas, propondo para directores do SIS e do SIED funcionários da sua confiança e nomes que não deveriam assumir cargos dirigentes;

3. O Ministro dos Assuntos Parlamentares, que inicialmente desmentiu a recepção dos ditos “clipings” e do Plano para as Reformar, acabou por admitir agora no Parlamento a recepção via mail dos referidos documentos, aos quais garantiu nunca ter respondido.

4. Chegados aqui, a 1.ª conclusão, é que Relvas mentiu!… E mentiu, porque negou primeiro, o que mais tarde confirmou.

oh relvas, oh relvas, demissão à vista

Relvas pede desculpa por uma coisa que diz não ter feito. Devo ser eu que sou atoleimado, mas só costumo pedir desculpa pelo que fiz, nunca pelo que não fiz. O homem diz e desdiz. Mente e desmente. Nenhum governo, nem mesmo o pior deles de 1974 para cá, pode subsistir com um ministro assim. Seria mau demais para Coelho que, não sendo exactamente um menino de coro quer fazer passar a imagem, até nisso tem parecenças com o Oliveira de Comba Dão, de pessoa impoluta. No entanto, e volto à carga com um rifão que de quando em quando me salta à moleirinha, "tão ladrão é o que vai à horta como aquele que fica à porta". Ou, como diria a minha avó Quitéria, "diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és". E, como se isto não fosse bastante, há leis a respeitar, ainda não chegámos à Madeira nem somos, até ver, uma república das bananas, embora pareça. A não ser que Paula Teixeira da Cruz, no seu afã de tudo mexer para que tudo fique na mesma, já a tenha revisto e actualizado, a liberdade de imprensa está consagrada na lei.