11/02/12

esta tarde estou no terreiro do paço

tão ladrão é o que vai às hortas como aquele que fica às portas


Desaparecido em viagem. Deixa o trabalho sujo a ser feito por Passos e demais pandilha, como se não fosse nada com ele, como se não fosse cúmplice do maior atentado jamais perpetrado, nas últimas décadas, contra os trabalhadores, contra o progresso económico e social do País. 

Sabe-a toda. 

E os portugueses, alguns, vão cair na esparrela e continuar a dar-lhe o seu voto. Esquecendo-se das vezes e vezes que a criatura apelava à protecção dos reformados, da agricultura, dos doentes mais desfavorecidos, dos pobrezinhos em geral. Agora, como se já não se soubesse antes, percebe-se no que se resumem as suas boas intenções: caridadezinha, chás-canasta, saraus de beneficência, jantares volantes e beberetes nas embaixadas, milhares de milhas de avião a espalhar o engenho, a arte e a mão-de-obra barata de Portugal, uma das conquistas deste governo de que Portas finge não fazer parte transformando-se, por magia da sua mente de Maquiavel de feira, numa espécie de caixeiro-viajante da venda do país a retalho e de pechisbeque a preços de saldo. Pechisbeque que, bem entendido, somos todos nós.

Imagem: http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com/

bombeiros protestam em bruxelas

interrupção voluntária da estupidez, já!


Mandem o acordo ortográfico dar uma volta ao bilhar grande. Ou queimem-no. Quando mais não seja, porque já se escreve muito mal em Portugal. Para quê agravar a doença? O acordo não simplifica, complica, é ridículo. E a nossa língua, que até é bonita, sai feia, aleijada, serão pequenos Quasimodos a povoar os nossos livros. Ou alguém acha que adoto é mais jeitoso do que adopto, aspeto é mais agradável à vista do que aspecto, fator é melhor do que factor? E qual é a vantagem se o Brasil, por exemplo, vai continuar a dizer terno, bacana, cafajeste, pilantra? A quem interessa este acordo? A quem beneficia, mercantilisticamente falando? Que vem resolver, que fronteiras derruba, que povos vai aproximar?

Os governantes das últimas décadas já nos enterraram a economia. Não assassinem a língua também.

Eu já assinei. Faça o mesmo:
http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N18406

paço contra passos

10/02/12

hoje há pornografia!

O novo popó do Ronaldinho, avaliado em 400.000 euros.

autos de ocorrência


A notícia é-nos dada pela Reuters. A polícia grega afirma que não vai reprimir o povo e manifesta-se contra a perda de soberania. Mais: diz que vai emitir mandados para captura de elementos do FMI e da União Europeia. 

Entretanto, no Brasil, e a uma semana do Carnaval, a greve de polícias estende-se ao Rio de Janeiro.

Por Portugal, os militares protestam e, graças à inteligentíssima intervenção do ministro do pelouro, a coisa tende a piorar.

O mundo está em ebulição. Culpa de quem?

ataque a são bento (mas coelho não chora, que coelho não é piegas)

vamos correr com eles!

Fonte: http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com/

a cada cavadela, sai cavaco por entre as silvas

Fonte: http://henricartoon.blogs.sapo.pt/

quanto mais a gente se agacha, mais se nos vê o traseiro

09/02/12

não dê passos para trás!

ana gomes e as receitas desastrosas da frau merkel

menino de coiro

é uma injustiça!

Por José M. Castro Caldas

Quando o bom aluno tem negativa, a culpa nunca é do professor. O mais certo é o bom aluno ser acusado de ter andado a copiar o tempo todo e ser mandado para a fila dos cábulas.

Os dedinhos apontados a Portugal nos últimos dias são prenuncio do fim das carícias aos bem comportados. Nas últimas semanas a mensagem nos jornais de todo o mundo tem sido: Portugal prepara-te és o próximo a abater de vez. A isto junta-se agora o dedinho espetado dos professores: olha pra Madeira, olha pra eles a vender a outros o que devia ser pra nós.

Na realidade, trata-se de preparar a opinião pública para o que se vai tornar claro nos próximos meses: com o aprofundamento da recessão as receitas fiscais não crescerão como previsto, podendo mesmo afundar-se apesar do aumento das taxas de imposto. As metas do défice tornar-se-ão inatingíveis aos olhos de todos. Nessa circunstância, de quem vai ser a culpa? Certamente, não dos professores. Adivinho o que vai dizer a troica: aumentaram a carga fiscal mas descuraram as “reformas estruturais” donde iria brotar o crescimento, do que é que estavam à espera? Nessa altura não vale a pena choramingar. É uma injustiça, não é?

bancos obrigados a pagar €18,8 mil milhões às vítimas da crise


Os portugueses perdem empregos, rendimentos, o tecto, a saúde, o futuro. Mas nem o governo, que lhe tem sido fatal, nem os bancos, os irão algum dia indemnizar pelas suas perdas, pelo seu sofrimento, pelas vidas perdidas. A notícia, do Expresso, refere-se aos Estados Unidos.18 mil milhões de dólares é pouco, muito pouco para compensar tanta desgraça que a crise provocou no "grande império", mas é justiça que, por cá, nunca se fará. 

explosão social

O Aguiar-Branco não gosta dos militares. O Paulo Macedo está contra doentes, médicos, enfermeiros. O  Álvaro Pereira odeia os trabalhadores. O Mota Soares despreza os desempregados. A Teixeira da Cruz não pode com advogados. E o Passos Coelho, esse, hostiliza os portugueses. Todos. Não contentes com as medidas profundamente lesivas que implementam, contrárias à sensibilidade e ao bom-senso, fazem-no com a altivez dos predestinados. Numa política de quero, posso e mando, de factos consumados, de terra queimada. De destruição da Economia, da Saúde, da Educação, de toda e qualquer estrutura que faça lembrar, ainda que remotamente, o Estado Social, essa coisa nojenta que urge destruir porque lesiva dos interesses de alguns, muito poucos e muito ricos.

Isto vai acabar mal. Por muito pacífico, paciente, ignorante ou tíbio que seja o povo português, há limites que não se devem ultrapassar mas o governo, no seu afã de construir um país de terceiro mundo no seio da Europa, já os excedeu há muito. E não há nada pior do que a explosão de um povo que se contém há muito.

genocídios

no sábado, contra os tachos marchar, marchar!

Ou, como diz e muito bem o meu amigo Kaos, se a ASAE não fecha este restaurante, fechamos nós!

sinais de fumo

no sábado, recuperemos o slogan "o povo não quer fascistas no poder"!

alguém devia explicar à angela que a madeira não faz parte do "espaço vital" alemão e já agora também lhe podiam servir um prato de favas acaralhadas


Por Ana Cristina Leonardo

A Sr. Merkel, que já fora a França expressar abertamente o seu apoio ao anão Sarkozy...resolveu agora pronunciar-se sobre a Madeira.

Se não tivéssemos um governo dirigido por um discípulo menor da referida (ou talvez nos bastasse um Ministério dos Negócios Estrangeiros que não transformasse o emirato do Kuwait na República do Kuwait), alguém já teria explicado à senhora — oficial e imediatamente — que a Madeira não faz parte do "Lebensraum" alemão e que ela devia estar calada. Que a diplomacia tem regras, as relações entre os Estados têm regras, e que isto da Europa não é o cabaret da coxa alemã.

Infelizmente, até o maior partido da oposição, PS de sua graça, fez saber, pela voz do seu representante madeirense, que ela até tem razão.

Sai um prato de favas acaralhadas para todos!

08/02/12

a ovelha ronhosa da família piegas

nunca mais é sábado!

para bom entendedor

enquanto tudo isto existir, sou e serei piegas








contra o passos, encha o paço!

não venhas para a rua se não te quiseres incomodar mas, depois, não te queixes!

sejamos os mártires da pátria, sem uma lágrima, um queixume, um ai

nada de pieguices!

monsieur de pompadour


Adoraria ter sido o rei Sol. Mas, coitado, o mais que consegue é ser o verdugo de todo um povo. Povo que, ao que parece, gosta. De porrada e de pobreza. Em apagada e vil tristeza. Porque continua a aceitar, paulatinamente, todos os abusos e roubos, todos os insultos, toda a sobranceria de um homenzinho que se julga o salvador, o desejado. Um homenzinho muito pequeno, muito inexperiente da vida, que nunca trabalhou o que se chama trabalhar, que nunca comeu o pão que o diabo amassou, que sempre se encostou à sombra de um partido e dos seus padrinhos, à sombra de uma bananeira de frutos obscenamente gordos. Um homenzinho que nos pretende dar lições de moral e de civismo. Que nos chama madraços e piegas. Que nos quer empobrecer para favorecer os seus amos. Servil mordomo. Criado para todo o serviço. Valet de chambre da senhora Merkel e dos senhores que detêm, nas suas mãos, o grande capital. As nossas vidas.

jardim está na mer ... kel

Imagem: http://henricartoon.blogs.sapo.pt/

07/02/12

campanha eleitoral

recado aos meus amigos


Vou à manifestação da Intersindical, de costas ou de barriga, de muletas ou andas. É preciso gritar, cada vez mais alto, a nossa revolta. Por isso, meus amigos, quem quiser lá estar comigo, é só combinar por email ou através de mensagem no facebook. A manif tem vários pontos de partida, a saber, Restauradores, Martim Moniz, Santa Apolónia e Cais do Sodré. Com excepção de Santa Apolónia, qualquer deles é bom para mim. Até lá!

piegas

que povo de perdulários!


Os portugueses estão a nadar em dinheiro. Depois de pagos os impostos, os estudos dos filhos, as despesas de saúde, a alimentação à base de caviar e lagosta, ainda lhes sobra muito carcanhol. Só que o gastam em jactos particulares, viagens às Seychelles e compras no Faubourg Saint-Honoré que, como toda a gente sabe, é o sítio de Paris onde se podem lobrigar mais portugueses numa bebedeira de consumo de luxo. Por isso, muito justamente, o ministro Vítor Gaspar insurgiu-se hoje contra os portugueses que poupam tão pouco, têm tão pouco dinheiro no banco para precaver dias de penúria, os dias em que acabará o pilim para caviar e Moet & Chandon.

Um insulta-nos. O outro, goza-nos.

isto se calhar só lá vai com pumba mas, para já, pimba também serve

é a única coisa, senhores, para que a criatura tem jeito


Em Portugal, porta-se com a sobranceria de um ditador. Arrogante, insulta os portugueses. Desumano, ignora o sofrimento, a fome e a dor de milhares de pessoas por todo o País. Governa mal. Mas engraxa bem.

Imagem: http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com/

gregos queimam bandeira alemã

video platformvideo managementvideo solutionsvideo player

imagens do passado, avisos para o futuro


Texto e imagem: http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com/

"Sei muito bem o que quero e para onde vou, mas não se me exija que chegue ao fim em poucos meses. No mais, que o País estude, represente, reclame, discuta, mas que obedeça quando se chegar à altura de mandar."
António de Oliveira Salazar
Discurso de tomada de posse como Ministro das Finanças
27 de Abril de 1928

Foi assim que se iniciaram 48 anos de ditadura, tortura e obscurantismo e agora temos um Ministro da Finanças que parece ter aprendido pela mesma cartilha e um Primeiro-ministro que afirma que vai aplicar as suas ideias neoliberais “custe o que custar”.

As semelhanças são assustadoras demais para que possamos ficar em casa sem nada fazer.

espero que passos coelho saiba francês e tenha lido o tintin em pequenino; o que tenho para lhe dizer segue em baixo que eu hoje acordei escatológica

Por Ana Cristina Leonardo


Pedro Passos Coelho, um tipo sem currículo, nem de vida nem de escola, pede aos portugueses para serem menos piegas. 

Há gente que devia ser largada sozinha na selva, só para os vermos cagar-se de medo até às orelhas. 

Accapardeur, Aerolithe, Amiral de bateau-lavoir, Amphitryon, Anacoluthe,Analphabète, Anthracite, Anthropophage, Anthropopithèque, Apache, Apprenti dictateur à la noix de coco, Arlequin, Astronaute d'eau douce, Athlète complet, Autocrate, Autodidacte, Aztèque, Babouin, Bachi-Bouzouk, Bandit, Bayadère, Bibendum, Boit-sans-soif, Brigand, Brontosaure, Brute, Bulldozer à réaction, Cachalot, Calamite, Canaille, Canaque, Cannibale, Carnaval, Casse-pied, Catachrèse, Cataclysme, Cataplasme, Cercopithèque, Chauffart, Chenapan, Cholera, Chouette mal empaillée, Cloporte, Clysopompe, Coléoptère, Coloquinte, Coquin, Cornemuse, Cornichon, Corsaire, Coupe-jarret, Cow-boy de la route, Crétin des alpes, Cro-magnon, Cyanure, Cyclone, Cyclotron, Cyrano à quatre pattes, Diplodocus, Doryphore, Dynamiteur, Ecornifleur, Ecraseur, Ectoplasm, Faux jeton, Flibustier, Forban, Frère de la côte, Froussarde, Galopin, Gangster, Garde-côte à la mie de pain, Gargarisme, Garnement, Gibier de potence, Goujat, Gredin, Grenouille, Gros plein de soupe, Gyroscope, Hérétique, Hros-la-loi, Hurluberlu, Hydrocarbure, Iconoclaste, Incas de carnaval, Indidou de général, Invertébré, Ivrogne, Jet d'eau ambulant, Jocrisse, Judas, Jus de réglisse, Kroumir, Ku klux klan, Lâche, Lépidoptères, Logarithme, Loup-garou à la graisse de renoncule, Macaque, Macrocéphale, Malappris, Malotru, Mamaluk, Maraud, Marchand de guano, Marchand de tapis, Marin d'eau douce, Marmotte, Mégalomane, Mégacycle, Mercanti, Mercenaire, Merinos, Mille sabords, Misérable, Mitrailleur à bavette, Moratorium, Moricaud, Mouchard, Moujik, Moule à gaufres, Mousaillon, Mrkrpxzkrmtfrz, Mufle, Mussolini de carnaval,Naufrageur, Négrier, Noix de coco, Nyctalope, Olibrius, Ophicleide, Ornithorynque, Oryctérope,Ostrogoth, Ours mal lèché, Pacte à quatre, Paltoquet, Pantoufle, Papous, Paranoique, Parasite, Patagon, Patapouf, Patate, Peronnelle, Perruche bavarde, Phénomène, Phlébotome, Phylactère, Phylloxéra, Pignouf, Pirate, Polichinelle, Polygraphe, Porc-épic mal embouché, Potentat amplumé, Poussière, Profiteur, Projectil guidé, Protozoaires, Pyromane, Pyrophore, Rapace, Rat, Ravachol, Rénégat, Rhizopode, Rocambole, Sacripant, Sajou, Sale bête, Saltimbanque, Sapajou,Satane bazar de fourbi de truc, Satrape, Sauvage, Scélérat, Schizophrène, Scolopendre, Scorpion, Serpent, Simili martien à la graisse de cabestan, Sinapisme, Soulographe, Squatter, Tchouk-tchouk-nougat, Technocrate, Terroriste, Tête de lard, Tête de mule, Tonnerre de brest, Topinambour, Tortionnaire, Trafiquant de chair humaine, Traine-potence, Traître, Troglodyte, Trompe-la-mort, Vampire, Vandale, Va-nu-pieds, Vaurien, Végétarien, Vercingétorix de carnaval, Ver de terre, Vermicelle, Vermine, Vipère, Voleur, Visigoth, Zapotèque, Zèbre, Zigomar, Zouave, Zoulou.

até quando vamos comer e calar?



Cada vez que Passos Coelho abre a boca, insulta os portugueses. Somos indolentes, madraços, vivemos acima das nossas possibilidades, somos piegas. Que mais defeitos vai encontrar neste povo que, afinal de contas, tem uma pachorra de santo para lhe aturar os abusos?

piegas é a tua tia pá!

05/02/12

este ano, o carnaval é só para alguns

 Imagem: http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com/

o trono


Não sei o que é que Sua Alteza tem que eu não tenha, a não ser o bigode, que eu não uso, ou alguma obstrução mental, de que eu não sofro, passe a imodéstia.

Trono por trono, também tenho um. E, para fazer merda, não precisamos de mais ninguém. Já temos plebeus que cheguem a fazê-la em abundância.

Imagem: http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com/