de costas para deus


D. Manuel, o Clemente, e outras figuras gradas da Igreja apostólica e romana, vieram a terreiro para vociferar contra Brandão, Costa e, valha-nos o Senhor, os malvados comunas e demais esquerdalhada que inspiraram a decisão de acabar com a gosma de certas escolas privadas com dinheiros públicos.

Trata-se, damas e cavalheiros, da mais rematada demonstração de ingratidão.

Sabe-se agora que três colégios católicos, todos de Fátima, foram poupados à sanha deste governo de hereges, apoiado por anti-Cristos.

Trata-se de um milagre perpetrado, tal como os crimes, por um governo que não teve a coragem de levar a coerência até às últimas consequências, com receio, talvez, das línguas viperinas de cónegos, cardeais, generais ao serviço de Deus nesta guerra pela cristandade e os seus trinta dinheiros.

Cauteloso, temente a Deus talvez, Costa não quis que as sedes do PS, no Norte e no Centro, em Braga ou Rio Maior, tivessem o mesmo destino dos centros de trabalho do PCP e do MDP nos idos de 75: o fogo posto, a purificação nas chamas do Inferno. Ainda não é Verão. Muito menos está quente.

Comentários

Anónimo disse…
Cuidado com estes cavalheiros...

Estudem a História do Vaticano e terão imensas surpresas!

( Jesus Cristo. Anda cá ver isto! )

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora