31/01/14

hollande tem outro amor

Hollande soma e segue e à terceira não foi de vez. Está na quarta amásia, esta mais madura, mais rubicunda, mais autoritária, mas Deus sabe como Hollande, o titubeante Hollande, ainda que atiradiço, precisa de quem mande nele, lhe arrume a casa, lhe trate das Finanças, lhe faça aumentar não aquilo em que está a pensar, mas sim a fé dos franceses neste Seguro do Eliseu, este pau-mandado da mandona alemã, esta esperança defraudada numa Europa sem botas cardadas nem "reichs" recauchutados. O Chiquinho e o Tozé estão bem um para o outro, deviam juntar os trapinhos. Mas o Chiquinho prefere a Merkel e, se calhar, o Tozé também. Que belo "ménage", que galheteiro, que troika badalhoca, que triunvirato de treta, que trio desafinado neste coro de escravos em que se transformou o Velho Mundo. A Hollande o que é de Hollande: um lugar no Bundestag. A limpar as retretes onde Merkel vomita ordens e defeca ódios aos judeus do Sul. Franceses incluídos.

Sem comentários: