e os deputados, que nem ratos, calados!

Paulo Morais arreia a giga em pleno parlamento, sem que os deputados atingidos tivessem aberto a boca em sua própria defesa. Quem cala consente e a podridão cresce e emporcalha o País.

Comentários

Depois disto, vai ser difícil continuar a esconder.É agora o momento para os deputados honestos da direita e da esquerda, fazerem alguma coisa por si próprios e criar legislação que não permita estas incompatibilidades.
Rui O. Nunes disse…
Está na hora de denunciarmos esta matilha de Deputados da Nação e já agora se temos 230 Deputados e foram denunciados mais de 50 Deputados pergunto??? E os outros porque é que não denunciam esta situação??? Será que não são HOMENS????
MPDAANGOLA disse…
Achamos pertinente e iminente a luta contra a corrupção vertiginosa que envergonha e desmarca as imagens dos nossos Estados quer português quer Angola ou outras nações sob colonização portuguesa, nomeadamente Guiné-Bissau, Moçambique etc... A corrupção espalhada nestes Estados luxofonos, parece desestabilizar os governos pertinentes e influenciar a justiça e a segurança de ambos Estados. Obviamente, é tempo para que os homens honestos e credíveis de ambos Estados luxofonos, possam unir os seus esforços e combater de uma forma radical e rigorosa esta doença que ultrapassa a sabedoria humana e que jamais permite a actuações real dos governos de ambos Estados. Não só mas o afastamento do Ditador angolano no destino de Angola, seria um passo primordial e considerável no combate a respectiva corrupção nestes Estados luxofonas, na medida em que o Ditador angolano torna o grande representante deste grupo que tenta desestabilizar o governo português e os seus vizinhos luxofonos. José Eduardo dos Santos, é a cabeça da corrupção nos países luxofonos. Fim de citação
MPDAANGOLA disse…
Achamos pertinente e iminente a luta contra a corrupção vertiginosa que envergonha e desmarca as imagens dos nossos Estados quer português quer Angola ou outras nações sob colonização portuguesa, nomeadamente Guiné-Bissau, Moçambique etc... A corrupção espalhada nestes Estados luxofonos, parece desestabilizar os governos pertinentes e influenciar a justiça e a segurança de ambos Estados. Obviamente, é tempo para que os homens honestos e credíveis de ambos Estados luxofonos, possam unir os seus esforços e combater de uma forma radical e rigorosa esta doença que ultrapassa a sabedoria humana e que jamais permite a actuações real dos governos de ambos Estados. Não só mas o afastamento do Ditador angolano no destino de Angola, seria um passo primordial e considerável no combate a respectiva corrupção nestes Estados luxofonas, na medida em que o Ditador angolano torna o grande representante deste grupo que tenta desestabilizar o governo português e os seus vizinhos luxofonos. José Eduardo dos Santos, é a cabeça da corrupção nos países luxofonos. Fim de citação
MP disse…
Porque na qualidade de Portugues Legitimo me sinto ULTRAJADO, não quis deixar de manifestar o meu mais veemente REPUDIO, pelo que que se passa no meu PAÍS, pelo que deixo à reflexão de quem de direito a seguinte questão.

Será que alguém a quem compete gerir os designios de Portugal, me consegue explicar qual o futuro das actuais e das vindouras gerações, tem em conta o abandono o que considero os tres principais pilares de um PAÍS ?

1.- Da educação,
2.- Da saude
3.- Da Justiça.

Quando conseguirem, talvez volte a acreditar na classe politica.

MP
MP disse…
Porque na qualidade de Portugues Legitimo me sinto ULTRAJADO, não quis deixar de manifestar o meu mais veemente REPUDIO, pelo que que se passa no meu PAÍS, pelo que deixo à reflexão de quem de direito a seguinte questão.

Será que alguém a quem compete gerir os designios de Portugal, me consegue explicar qual o futuro das actuais e das vindouras gerações, tem em conta o abandono o que considero os tres principais pilares de um PAÍS ?

1.- Da educação,
2.- Da saude
3.- Da Justiça.

Quando conseguirem, talvez volte a acreditar na classe politica.

MP

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora