muralhados!

De postiço no toutiço, para melhor acondicionar a trampa, Trump anda por aí, à rédea-solta, a arengar contra os mexicanos, na sua opinião criaturas patibulares que não deveriam conviver com os americanos, nem sequer para os servir em regime de escravidão. Trump-trampa quer um muro a separar o México da gloriosa pátria que tal filho pariu. Do lado de cá, na Hungria, já se está a construir um muro para impedir a entrada de refugiados no país da novel ditadura sobre a qual a UE nada diz a respeito, porque os ratos não falam. Na Bulgária, também se projecta a construção de um muro para que a gentalha, fugida à morte, não encontre melhor sorte. Nas leis do trabalho, na política salarial, na prática desumana dos governos, na crueldade de costumes, os tempos medievais estão de volta, a era das trevas repete-se para gáudio de Trumps e governantes de trampa dominados por uma elite financeira cuja moralidade está ao nível do esgoto.

As novas muralhas ficarão para a História como símbolos da nossa vergonha. Para quando o século das luzes?

Comentários

Anónimo disse…
https://www.facebook.com/photo.php?v=416442875132465

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho