os filhos do querido líder: saif al-islam kadhafi

38 anos

Presidente da Fundação Kadhafi


O seu nome quer dizer Espada do Islão e, apesar de levar uma vida de playboy, era visto pelo Ocidente como o mais provável sucessor do pai até aparecer na televisão, no dia 20, a dizer que a imprensa exagerava no número de mortos, a falar de uma guerra civil iminente e a responsabilizar “drogados, bêbados e um complot internacional” pelos protestos contra o regime. Arquitecto e engenheiro, era visto como mediador, reformista (criticou até o regime, em 2006) e defensor dos direitos humanos. Mas foi ele que, em 2009, recebeu em Trípoli o terrorista do atentado de Lockerbie Abdel Basset al-Megrahi, libertado pelo Reino Unido por razões humanitárias. Nesse mesmo ano, a sua fundação doou à London School of Economics (LSE) quase 2 milhões de euros, mas até há pouco só tinham chegado 360 mil euros. No dia 20, a LSE cortou relações com Saif e renunciou ao que faltava receber.

Quando era estudante, em Trípoli, era conhecido entre os colegas por ser erudito, calmo, mas com falta de sentido de humor e um pouco arrogante. Já em Londres, trocava os fatos italianos caros por jeans, camisas e mocassins.

No círculo de amizades poderosas que Saif fez na Grã-Bretanha, onde se doutorou, estão nomes como o do príncipe André, membros da família Rothschild e Peter Mandelson, antigo responsável pela pasta do Comércio. Como embaixador britânico para o Comércio, o príncipe André esteve várias vezes com Said em Trípoli e convidou-o depois para o palácio de Buckingham e para o castelo de Windsor. A presença em festas exclusivas nas mansões do clã Rothschild também lhe abriu as portas para novos negócios no Leste da Europa. Depois de conhecer, em Londres, a empresária e socialite Goga Ashkenazy, foi recebido pelo Presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbaiev. Mantém amizade com o oligarca russo do alumínio Oleg Deripaska.

A fortuna pessoal permite-lhe excentricidades. Na sua mansão perto de Trípoli, Saif guarda os animais de estimação: falcões de caça e dois tigres, com que gosta de brincar, mesmo que as brincadeiras, normalmente, resultem em ferimentos. Chegou a ter 40 mil perdizes na propriedade para usar em encontros de caça, para os quais convidava VIPs como Flavio Briatore, ex-chefe da equipa de Fórmula 1 da Renault. 

Em Londres, o filho de Kadhafi prefere outro estilo: a sua casa, de 12 milhões de euros, fica perto da chamada Rua dos Milionários, a Bishops Avenue, em Hampstead – tem oito quartos, piscina interior, sauna e sala de cinema. Em 2006, esteve envolvido numa relação amorosa com a actriz israelita Orly Weinerman.

Como presidente da Fundação Kadhafi, Saif actua como uma espécie de ministro dos Negócios Estrangeiros: em Novembro de 2008, encontrou-se em Washington com a então secretária de estado norte-americana Condoleezza Rice.

Em 2009, deu uma festa de aniversário de arromba no Montenegro e voltou a receber convidados ilustres: o príncipe Alberto do Mónaco e os bilionários Deripaska e Peter Munk.


In SÁBADO online.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

sexo oral de olhos postos no céu