vá à mercearia do alex!

Fernando Fontes/http://www.dinheirovivo.pt/
O Estado não é, como se costuma dizer, "pessoa de bem". Nunca o foi, agora ainda menos. O Estado comporta-se como um papão, que ameaça quem deve 5 euros ao fisco. O Estado actua como um ladrão, que rouba as reformas de quem as pagou durante uma vida de trabalho. O Estado despede, o Estado esmifra, o Estado expulsa do País o sangue novo necessário à sua renovação, o Estado corta na Saúde, na Educação, nos apoios aos desempregados e aos doentes.

No entanto, o Estado nem sempre é má criatura. E, quando digo Estado, refiro-me ao governo que toma conta do Estado, para o tornar mais pequeno, dizem-nos, para o tornar melhor, matraqueiam-nos aos ouvidos até nós acreditarmos.

Veja-se este exemplo, só agora tornado público e é fácil perceber porquê: quem foi bafejado, em 2012, com mais benefícios fiscais, para além da Santa Casa da Misericórdia de Santana Lopes, putativo candidato à presidência da República, foi a sociedade de Alexandre Soares dos Santos, um dos homens mais ricos de Portugal. Sim. Leu bem. Essa mesmo, a que tem a sede fiscal na Holanda para pagar menos impostos.

Entre bancos e empresas que, diga-se de passagem, pouco ou nada contribuem para o progresso científico ou tecnológico ou agrícola ou industrial ou cultural do País, é para eles que vão os nossos colossais aumentos de impostos e os cortes à má fila que nos impõem. É para isto que é preciso baixar salários, cortar reformas, cortar subsídios, exagerar no confisco, extorquir, expropriar, matar se preciso for.

Continue a gastar na mercearia do Alex. Faça o bem sem olhar a quem.

Mais em:
http://www.publico.pt/economia/noticia/beneficios-fiscais-as-empresas-em-2012-diminuiram-em-350-milhoes-de-euros-1621445

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho