estragaram-lhe a festa

Ao que parece, e refugiando-se nos estatutos do partido, Seguro não quer abrir mão da sua frouxa liderança. Dali não sai, dali ninguém o tira, qual é a pressa? Sim, qual é a pressa? Ele é o homem da abstenção violenta. Das fingidas irritações para com Passos Coelho. O puto da lágrima. A soror Angústias. A madre Lacrimosa. A lágrima furtiva. A furtiva oposição. Um político de carreira. A formiga no carreiro sempre em sentido contrário. Um otário em pose de estadista. Um socialista de treta. O seguro de Coelho. Um coelhinho lerdo, manso, tanso. O menino na mão das bruxas. Um chuchas.

Sei que não será com António Costa que o PS virará à esquerda, abolirá a austeridade, implementará políticas de defesa dos mais fracos, defrontará Merkel, os mercados ou o sucessor desse durão chamado Barroso. Mas, que diabo, tudo é melhor do que Seguro. Até um rato no Rato fazia melhor figura.

Que venha o Costa, se é dele que o povo gosta. Para já, corra-se com Passos. Depois, logo se vê.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

a assunção da canalhice

oxalá me engane!