atirar a matar!


Na verdejante Penha Longa, em assombroso hotel de luxo, reúne-se o lixo, a nata se se quiser, do BCE. 

À porta fechada.

O vulgo não pode saber que maroscas se preparam, que apertões a tempo se vão dar à Grécia, que chantagens se vão exercer sobre os povos de Portugal ou de Espanha para que não votem em quem contrarie a austeridade, se revolte contra a espoliação dos povos em nome de um capital de roleta russa a quem, se houver justiça no mundo. há-de calhar a bala.

Aquela grande criatura da política internacional, que para nosso orgulho é português, o José Manuel, o Durão, o Barroso, ainda ontem disse, a propósito da Grécia, que as políticas (más, entenda-se) do governo grego têm as suas consequências, sendo a saída do euro uma forte possibilidade.

Vou-lhe propor um exercício de imaginação, uma mera fantasia: e se o PCP + BE + Tempo de Avançar, e este é só um exemplo, conseguissem formar governo porque os portugueses, finalmente, decidiram dar razão a quem sempre a teve, com um ou outro deslize que agora não vêm ao caso? Já pensou nas consequências? Como reagiriam a execrável Merkel e o seu não menos abominável ministro das Finanças? E Draghi? E o homem com nome de esquentador? E a bonitota do FMI? E por cá? Já imaginou o que seria? Cavaco definitivamente escavacado, destroçado, destronado. Passos, Marco António, Relvas, Montenegro, Portas, Albuquerque e outros e outras a zarparem, a fazerem oposição no estrangeiro, dizendo-se exilados políticos, buscando aliados entre as hostes mais sinistras da direita para derrubar o governo português o mais rápido possível e se possível à força. Portugal boicotado, cercado, para que a mudança não vingue, para que o povo se agache.

Já pensou?

O melhor será deixar tudo como está. Votar na coligação Passos/Portas. Ou no Costa, que desse o capital também gosta, do mal o menos.

Vá lá, submeta-se. Resigne-se. Rasteje. Lamba a mão de quem lhe rouba o pão. Depois não diga que não o avisei.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho