esta cachola não pára, nem no samouco para meter água!


A criatividade de Passos e da sua trupe não tem limites, as cachimónias fervilham de ideias, trabalham a mata-cavalos para se salvarem do naufrágio iminente. E sabem da poda como ninguém. Maquiavel, se fosse vivo, não desdenharia tê-los como discípulos. Ah canudo!, eles sabem o que fazem, tiro-lhes o chapéu. Sempre disse, e continuo a dizer, que Coelho não vai largar o poder sem dar luta. Agora, para lá das mentiras, das promessas, da propaganda que fazem aos partidos respectivos enquanto governantes, da sua omnipresença nas televisões, da comunicação social que lhes está engajada, eis que inventaram uma nova modalidade de campanha eleitoral: fazer leis benéficas para um ou mais grupos de eleitores ... a serem aprovadas depois das eleições, neste caso os velhinhos que tanto fizeram penar estes quatro anos.

Como quem diz:

Está tudo prontinho, a lei que o vai favorecer está escrita, pronta a ser publicada em Diário da República, mas como deverá compreender agora só depois das eleições. Vote em nós se quiser garantir esta benesse. Não seja lorpa, ouviu?

Como é que a política pode ser tão nobre nuns casos, tão pobre noutros tantos? De elevados princípios ou de uma baixeza atroz? 

Quem nos tira da lama? Quem desfaz a cama que só alguns fizeram mas onde todos temos de nos deitar?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho