as virgens condoídas


Há dias em que acordo e parece que estou na América, no reino das virgens ofendidas. Num dia, escorrem abaixo-assinados pela net fora a exigir que se poupe a vida de um cão que matou um bebé à dentada. No outro, é um agente da GNR que dá que falar: ao que parece, num desastre qualquer na auto-estrada do Norte, uma camioneta capotou e espalhou a sua carga, uns quantos porcos que aproveitaram para, num grito de Ipiranga lá muito deles, laurear as enxúndias pela via pública. Um guarda da GNR foi filmado a pontapear um desses bácoros e, aqui d'el-rei!, crime de lesa majestade!, quer-se identificar e já o homúnculo prevaricador que atentou, de maneira tão brutal, contra os direitos e garantias do pobre animalejo.

Tudo isto num país onde os direitos e garantias dos seres humanos são cada vez mais torpedeados. Mais e mais gente perde o emprego, mais e mais gente mendiga, mais e mais gente passa fome, a mais e mais gente é sonegado o acesso à saúde, à educação, à habitação. Mas estes casos, que afectam milhões de pessoas, parecem não preocupar uma grande parte das virgens condoídas. Fazem escândalo na net por dá cá aquela palha. Pedem justiça. Proclamam princípios de solidariedade e amor. Choram os animais mas desprezam os homens.

Sim, estamos a chegar à América. Ao reino da hipocrisia e da maculada virgindade.

Imagem: http://www.redbubble.com

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho