10/01/14

não há pobres em portugal

http://www.superstock.com
Palavra de honra que não entendo o escarcéu à volta do aumento de impostos, porque de imposto se trata, dos reformados que recebem 1.000 euros ou mais de pensão para não fazerem a ponta de um corno. É que a palavra diz tudo: mil. Se recebem mil, está-se mesmo a ver, são milionários. Sempre ouvi os energúmenos de esquerda vociferar "os ricos que paguem a crise". Este governo, muito à frente, fez-lhes a vontade. Os ricos estão a pagar as dívidas dos bancos e o executivo, benemérito, generoso como só Pedrito Coelho e os seus amigos podem ser, poupa os remediados, todos os que ganham menos de 1.000 euros.

Ora digam-me lá se isto não é justo?!

Não há pobres em Portugal. Há ricos e remediados. Os desempregados, os velhos, os doentes e os milionários estão protegidos em Portugal. Sob o manto benfazejo de gente comisera, pia, de mãos largas e coração grande.

Bem-hajam!

Sem comentários: