os aproveitamentos e as sobras


Bingo! E lá vieram os governantes, em fila, apregoar loas a Ronaldo, como seria de esperar. A popularidade tanto se ganha com promessas de manás caídos do céu, o milagre económico anunciado lá para 2015, ano de eleições, como com a colagem a mortes ou glórias de futebolistas.

E, mais uma vez, a comunicação social ajuda à festa e cai no ridículo. Todos temos um bocadinho de Cristiano Ronaldo dentro de nós, sabiam? Todos nós, tal como Ronaldo, somos perseverantes e fazemos sacrifícios por uma causa maior, estão cientes disso?

Só que Ronaldo está cada vez mais rico e, a nós, restam-nos as sobras. Só que Ronaldo é acarinhado e, nós, desprezados. Só que Ronaldo é compensado com a bola de ouro e milhões na conta bancária e, nós, com uma bota cardada nas nalgas escanzeladas e sucessivas extorsões.

Desde o tempo do Botas que assim tem sido. Por que carga d'água é que havia de mudar agora?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!