os novos patrões de roça



Este vídeo não me deu vontade de rir, está demasiado perto da realidade.

Todos os dias oiço casos de salários mínimos pagos em funções exigentes, sem horários nem compromissos por parte da entidade empregadora. Foi isto que Passos quis, é isso que Passos tem. Passos e os seus mandadores lá por Berlim, Bruxelas ou Washington, os diligentes lacaios dos senhores do mundo.

Bem podem - Pedro, Paulo e os seus apóstolos -, chorar lágrimas de negras carpideiras ao falar do "flagelo" do desemprego jovem. Pois se foram eles que o quiseram! Pois se foram eles que o criaram de propósito, para que os jovens - a maior parte sem família nem hipóteses de a ter - possam aceitar escravizar-se por tuta-e-meia. Para que os mais velhos, ainda a receber salários minimamente decentes, possam ser despejados no depósito da carne podre em troca de carniça fresca, barata e boa: bife do lombo, filet mignon, picanha ou maminha pelo preço do chispe, das tripas, da fressura.

Foi a isto que nos conduziu o ajustamento, a ganância da alta finança e a rasqueirice dos seres minúsculos que, com o nosso voto, nos tratam como gado a abater nos seus livros de deve e haver. 

Os jovens, muitos deles altamente qualificados, estão a emigrar? Fazem muito bem. Querem casar, ter filhos e uma vida digna? Vão para fora, aqui nada feito.

Salve-se quem puder.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora