portugal enforcado

http://www.sulinformacao.pt/
Com a austeridade, Portugal ficou mais austero. Um jovem algarvio fez a instalação que se vê na fotografia, artisticamente duvidosa mas de mensagem eficaz. Tão eficaz que o Estado, por via sabe-se lá de quem, resolveu processar o estudante - pois de um trabalho escolar se tratou, pelo qual recebeu aliás uma excelente classificação -, por injúrias à bandeira.

O governo, que desde que tomou posse sempre mostrou as suas tendências totalitárias, esse sim, não cessa de injuriar uma das mais importantes instituições nacionais, o Tribunal Constitucional, chegando ao ponto de dizer que os seus juízes não prestam, que têm que ser melhor escolhidos. Mas, esse, esses que o compõem para desgraça de todos nós, passam incólumes com a complacência de um outro símbolo pátrio, este encavacado, este encalacrado.

A Justiça está como está, esperam-se anos por uma sentença. Mas, célere, vai tentar condenar um rapaz por, tão simples quanto isto, ilustrar numa instalação, em terreno privado, o que a maioria dos portugueses sente sobre o estado a que o Estado chegou.

Que não haja a mínima dúvida: somos um povo de enforcados. E é o povo que faz um país, não os governantes, tão sensíveis e bons que não podem ver uma bandeira que não esteja hasteada como deve ser, em edifícios públicos, orgulhamente, verde de esperança e rubra de vergonha. Como nós.

Tal como nós.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!