amansando o povo

Jeff Treves/http://www.cartoonmovement.com/

Baptista-Bastos já não escreve no DN. Fernando Dacosta, Luís Rainha, Tomás Vasques, Carlos Moreno, Fernanda Mestrinho desapareceram das páginas do "i", de cuja direcção saiu Eduardo Oliveira Silva e onde Ana Sá Lopes deixou de escrever editoriais.

E assim se vai domesticando a comunicação social, manipulando os leitores, abandonando o pluralismo tão defendido pelos mandadores nos tempos "negros" do PREC, ao ponto de encherem a Alameda aos gritos de ai Jesus, quem nos acode.

Dá-se o caso destes jornais estarem nas mãos de angolanos, que fazem por cá o mesmo que no seu país: impedir o livre debate de ideias. Daqui até à punição de jornalistas serão um ou dois Passos. 

Que faz, ainda, o pavilhão de Angola na Festa do Avante? Que poderão ter em comum Jerónimo de Sousa e José Eduardo dos Santos?

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!