bem fisgada, dr. cavaco


Num seminário, hoje, Cavaco Silva afirmou que Portugal tem que ultrapassar estigmas e voltar-se para a indústria, agricultura, pescas, sectores esses, é ele também que o diz, esquecidos pelos portugueses nas últimas décadas.

Julgo que haverá normas legais para determinar até onde se pode ir no tratamento depreciativo de um presidente da República ou de qualquer outra figura deste Estado em tão mau estado. Por isso, e também porque há 30 "radicais" que a polícia vai prender e nunca se sabe se não quererão arranjar um 31, abstenho-me de acrescentar o que me vai na moleirinha. Escrevamos portanto nas entrelinhas, como antes de Abril: há quem não valha um cavaco.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho