golpada final

É a estocada final na confiança que nos deveriam merecer tanto o Estado como as instituições bancárias. No Chipre, os cidadãos foram surpreendidos com uma decisão do governo, tomada por pressão das instâncias europeias, impondo uma taxa entre 6,7 e 9,9% sobre todos os depósitos (quem tiver no banco 100.000 euros perderá 9.900, quem tiver 10.000 ser-lhe-ão roubados 670 euros). Gerou-se o pânico entre os cipriotas que acorreram em massa aos bancos, esta manhã, para levantar as suas poupanças. O governo antecipou-se: o dinheiro relativo a esse imposto extraordinário já tinha sido bloqueado. A favor do Estado. 

Que a Europa tenha forçado o Chipre a tomar esta decisão parece-me, a mim que sou leigo na matéria, de supimpa estupidez. A partir de agora, nos países sob intervenção externa, mas não só, intensificar-se-á a fuga de capitais.

Com Durão, Merkel e outros estarolas, coadjuvados pelos servos locais, a Europa vai de mal a pior.


Comentários

Anónimo disse…
Culpam o sistema asiatico bancario....sendo que por detras temos um que se dizia empreededor, como o caso DEMOSTENES,TORRES,CACHOEIRINHA e muitos outros como PAULO MALUFF que desviava dinheiro para o exterior ssim como estes há outros.
Anónimo disse…
Assunto por que as pessoas traem????
Fatima Bernardes....vc. acha justo manter amizade com uma familia, após eles terem realizado-se nas susas costas, possuiam processo na justiça e trouxedram problemas para toda a sua familia, alem das suspeitas de assassinato e fraudes de documentos, mas que traição, amizade esta de mais de trinta anos.

anonimato.

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora