do ano? da década? do século?

Sócrates, ao lado dele, mais parece um rato de sacristia, um menino de coro, um sacristão temente a deus. Mente sem pudor, sem dó nem piedade. Mente com gosto. Mente por sadismo. Mente por desprezo pelos portugueses, essa gente indolente que ganha mais do que manda a justiça dos ricos. Mente.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho