a paternidade de abril

Os galarotes no poder não podem com Vasco Lourenço, muito menos com Otelo ou qualquer outro capitão de Abril. De Aguiar-Branco, assim com hífen para fiar mais fino, aos escribas engajados pelos novos fidalgotes na Nação, todos vêm dizer que essa soldadesca vermelhusca não é dona do 25 de Abril. 

Pois. Esses senhores, que não tinham nascido ainda ou viviam as suas vidinhas acomodadas, mudos e quedos para não levar bordoada, que nada fizeram contra Salazar ou Caetano, julgam-se os naturais herdeiros dos capitães de Abril, não se sabe se por direito divino ou por obra e graça do Espírito Santo. 

Quem fez o 25 de Abril foram os militares. Não os militantes do PSD/CDS. Não os videirinhos, os oportunistas, os salafrários e galifões que querem roubar aos portugueses o direito à felicidade. E à liberdade, se os deixarmos à rédea solta, sem os açaimos e as peias com que se refreiam as bestas.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!