27/04/14

coelho amigo, o povo estará contigo

Qual perdigueiro de luxo, já Durão Barroso anda por aí a farejar, com a esperança, a vã cobiça de, depois de Cavaco, poder ser ele a sentar o volumoso traseiro no apetecido cadeirão de Belém. Tem sido visto por aí, em tributos aos seus atributos, em discursatas de ocasião, em entrevistas para dar nas vistas e até, o grande sacrílego, a celebrar Abril no parlamento, nem sequer lhe faltando o cravo rubramente encravado na dispendiosa fatiota de rico crava.

Passos e Portas, os donos do partido único PSD/CDS, tudo farão para perder o menos possível as eleições europeias e para ganhar as legislativas de 2015. Até 25 de Maio, sussurrarão promessas, alvitrarão dias dourados, dirão mais uma vez que a culpa dos roubos aos portugueses, da colossal extorsão fiscal, da destruição do Estado Social, não foi deles, mas de Sócrates, esse que provocou a crise financeira mundial, que destruiu a Lehman Brothers, que foi o único obreiro do BPN, que matou a D. Rosalina por terras de Vera Cruz, que entregou a independência do País à troika, enquanto eles, Passos e Portas, coitadinhos, têm andado estes anos todos a proteger os portugueses dos grandes malfeitores do FMI, do BCE e da UE.

Depois das europeias, virão as legislativas, que o homem do "que se lixem as eleições" não vai querer perder, nem que tenha que abrir os cordões à bolsa para conceder algumas benesses - poucas, que o dinheiro não dá para tudo e, além disso, tem donos pouco dados à generosidade - ou emitir umas estatísticas enviesadas sobre o desemprego a baixar, as exportações a aumentar, a economia a melhorar e anunciar que, se for reeleito em 2015, o tempo dos sacrifícios já lá vai e ele, agradecido aos portugueses por estoicamente terem aguentado tanta afronta, tanto roubo por culpa de Sócrates, tudo fará para lhes aliviar a canga e a carga fiscal, ele que nunca se esteve a cagar para a canga e a carga dos portugueses, sempre chorou noites a fio, na intimidade do lar, estarrecido com tantas maldades que o FMI, o BCE e a UE europeia, por culpa de Sócrates, estavam a fazer aos portugueses.

Ou me engano muito, ou Seguro continuará a aguardar a sua hora para lá de 2015. E Durão terá poiso etéreo no remanso de Belém. E nós, pobrezinhos mas honrados, pobretes mas alegretes, continuaremos a barafustar, nunca nas ruas mas em casa e nos cafés, contra o governo, contra o aumento do desemprego, dos impostos, das multas inventadas à pressa e das coimas redobradas com ganância para mais nos empobrecer e vilipendiar.

Sossega, Coelho amigo. O povo estará contigo.


Sem comentários: