metam o euro no ecu!

Michael Kountouris
Agora é que já perdi o fio à meada, tantos os enredos, as tramas, os dramas que envolvem e revolvem o caso grego. Tsipras sabe que o mais certo é a nova proposta dos credores não ser aceite no parlamento grego e que o seu parceiro de coligação possa mesmo abandonar o governo, apressando a sua queda. Para quê então aceitar a afronta de uma negociação que apenas serve para humilhar ainda mais a Grécia e o seu povo?

O que se disse nestes últimos tempos, em especial nos últimos dias, pelos adeptos da austeridade a qualquer preço, a começar em Merkel e a acabar no socialista Schulz, não tem perdão e não será esquecido. Foram, todos esses remoques, acusações, descarados gozos e provocações, uma obscena violação da soberania e da dignidade gregas.

Os austeritários quiseram vingar-se dos gregos e dar uma lição ao Syriza, ao Podemos, às esquerdas europeias depois do júbilo pela vitória do NÃO a esta Europa mercantilizada, merkelizada. E, parece, conseguiram-no. Ou saímos do euro ou submetemo-nos à ingerência e ao empobrecimento sem dó nem piedade, a favor da ascensão e prosperidade do glorioso povo alemão do IV Reich.

Por mim, é para já, mandemos o euro à Merkel e livremo-nos da Alemanha. É que, sabem?, custa muito viver de joelhos. Mais a mais a mim, que me doem os artelhos.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!