os camelos e o papa

Têm-me enojado - é a palavra, não há outra -, aqueles que, abominando o pensamento e a palavra do Papa Francisco, mesmo assim se apressam a declarar-lhe a sua devoção. Pura hipocrisia agora desmascarada. De visita ao México, o Papa irritou-se com uma criatura que o ia fazendo cair. Foi o bastante para que os devotos de ontem se tornassem os detractores de hoje. Caiu-lhe a máscara, gritam ufanos profanando as suas próprias declarações de admiração pelo homem que ocupa e bem, talvez pela primeira vez na História da Igreja, o cadeirão papal. Quer-me cá parecer que, a quem caiu a máscara, foi a esses nefastos pecadores. Os mesmos que, por cá, elogiam Passos, esse sim um santo. Os mesmos que apupam Costa, o demónio em forma de gente. Os mesmos que, a existir Deus e castigo divino, não terão cabidela a Seu lado. Mais facilmente subirão camelos ao reino dos céus.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora