solidariedade







Em Itália, os banhistas formam um cordão humano para ajudar a desembarcar 164 refugiados sírios. Ainda há corações a palpitar no mundo.

Comentários

Portuguesinha disse…
Mas foi exatamente em Itália que há meses surgiu a chocante notícia de que um corpo deu à costa e nenhum banhista deixou de ficar ali a banhos e a jogar raquetes e futebol... com o corpo do morto ali a aguardar a recolha. Foi muito criticado, eu vi a notícia e achei chocante a frieza e o desprendimento. Na notícia diziam que não era o primeiro corpo de um emigrante ilegal a surgir nas costas e no geral a população já encarava aquilo com indiferença total diante da morte cruel de uma pessoa que arrisca a vida a tentar encontrar outra melhor, conseguindo até fazer snacks no local.

Se agora foi diferente ainda bem. Não entendo de outra forma. Da forma como foi anteriormente anunciado é chocante!

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora