19/02/15

a culpa é do mordomo



Palavra de honra que Passos Coelho me faz lembrar cada vez mais um daqueles mordomos lambeculófilos - o termo não existe mas devia - que, de tanto engraxarem a patroa, são contemplados na herança da velha senhora com generosa tença.

Não me admira nada que, para dar um empurrãozinho ao mordomo nas próximas eleições e evitar maus exemplos como o da Grécia, a velha senhora conceda a Portugal "facilidades" que recusa a outros, afinal de contas o mordomo não é só bom serviçal, é bom aluno também.

Já a sopeira, que se viu sentada ao lado do guarda-livros da megera, uma honra destas não é para qualquer um, também será merecedora de prebenda tantos os pitéus que tem sabido urdir para engordar a lambareira, uns quilos de cortes, umas arrobas de impostos, umas onças de roubos, uns arráteis de coimas, toneladas de dieta forçada para os súbditos da colónia, tudo muito bem cozinhado em tachos refulgentes.

Estamos fritos. Cozinhados em lume brando. Alimento de bestas muito pouco humanas.

Sem comentários: