18/02/15

"que deus me perdoe"


1 comentário:

Anónimo disse...

Agradecendo em breve ficar livre para poder gozar bem os proveitos das suas políticas...