no rumo certo

Por cá, Passos - Her Master Voice - não quer ter nada a ver com a Grécia. Paulo diz que não é Syriza (e ainda bem, livra!). A direita espanhola mostra, nos seus media, fotografias onde, na Marcha del Cambio de sábado, em Madrid, se podem ver bandeiras das regiões autónomas, bandeiras de movimentos separatistas e até - oh martírio, oh dolores, oh angústias, oh consuelo, oh piedad, oh purificación, oh remédios! - do "assassino" Che Guevara. Isso. Assassino. Sic.

Mas o mundo move-se, em sentido contrário a Norte, no rumo certo nalgum Sul. 

Com o seu radicalismo neoliberal e a sua cobiça, Merkel e os seus comparsas e serviçais mais não fizeram do que espicaçar as gentes e dar força a partidos e movimentos à esquerda do PASOK ou do PSOE, capazes finalmente de ganhar eleições e de dizer NÃO a Merkel e aos mercados.

Por cá, porém, Passos ainda manda. Portugal não é a Grécia nem os portugueses são gregos. Ou espanhóis. A bem dizer, nem portugueses. Portugal foi entregue, há quase 4 anos, a mãos estranhas. Estrangeiradas.

Comentários

Armando Santos disse…
("O importante não é justificar o erro, mas impedir que ele se repita.")
"Che Guevara"

Hasta La Vitoria..., siempre.

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora