22/04/15

calhau em papel de seda

A pedra que o PS nos quer atirar é a mesma com que Passos e pandilha nos têm agredido ao longo dos últimos anos. Só que os do Rato são mais meigos: antes de no-la arremessar envolvem-na em papel de seda com a esperança de que magoe menos.

Por outras palavras, as medidas ontem anunciadas por António Costa são um prolongamento da austeridade decretada por Passos e seita, mas mais fofinha, suavizada quanto mais não seja nesta altura, a das promessas.

E, por outro lado, há aspectos em que Costa segue Passos e quadrilha, pelo menos no que diz respeito aos despedimentos, que o PS quer ver ainda mais liberalizados, e das privatizações, que quer aprofundar.

Sem comentários: