o que eles querem é mama!


Quase todos os dias ouvimos e vemos autênticas aberrações, quase piores do que a mulher barbuda num acto de strip-tease em plena Avenida da Liberdade. Não falo dos pensionistas que no entender de Passos são ricos ou muito ricos, ou nos trabalhadores que são calões, ou nos contribuintes que são caloteiros, ou nos desempregados que são párias, ou nos portugueses todos que são piegas e desprezíveis, gente que não merece viver a vida em pleno, antes nas galés a dar no duro para saber o que custam as migalhas de pão que os donos de roças e de escravos, generosamente, nos arremessam de longe. Não, não é de nenhuma destas aberrações que falo, mas antes da moda das recém-mamãs terem que provar que estão a amamentar através de um aperto das glândulas mamárias. Se a moda pega, vamos ter o patrão a espreitar-nos por um sítio que eu cá sei para ver se sim, se faltámos ao emprego por razão palpável e visível, por desinteria ou almorróidas, nunca por mera caganeira, Ou a mirar-nos para uma coisa que eu cá sei mas não digo para ver se sim, se a estrangúria realmente nos anda a apoquentar pelo que temos de nos escapulir para ir ao médico.

O que eles querem é mama. Por enquanto têm vaca mas a sorte esgota-se. E os cornos aleijam.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho