o papagaio da república das bananas

Por Raquel Varela
https://raquelcardeiravarela.wordpress.com

Há várias formas de dar cabo de um país e todas requerem alguma imaginação. Chego eu ali à Adega dos Lagartos, que é a melhor tasca de peixe fresco de Lisboa e vejam que descubro eu, entre escárnios e indignação dos clientes. Há 30 anos que os donos, trabalhadores de sol a sol, possuem um papagaio, que acabou de ser alvo de uma denúncia da protecção da natureza justificando uma multa de…estão sentados? 20 mil euros. Não é imprensa falsa ou discurso de Cavaco Silva, é assim e está nos autos, que em baixo fotografo. 20 mil é o mínimo porque é para «negligência», ou seja, ter um «papagaio cinzento» que não possui, entre outras coisas, cito, «documento». Se fosse com dolo a multa subiria para 37 mil euros. Vejam que país: para proteger o papagaio, que há 30 anos assobia aos traseuntes e é alimentado a croquetes e presunto, arrasa-se com um negócio familiar de gentes decentes e sérias que servem com sorrisos um peixe delicioso. Não percam a leitura em anexo dos «factos verificados» em pleno ano de 2015 em Lisboa. Não há conta, nos autos, o que me surpreendeu, de o papagaio ter reagido ao autuante usando de palavras alvitantes para com este ou suas famílias, recorrendo para o efeito dos inúmeros palavrões que os portugueses em séculos de esforço inventaram. O papagaio foi altivo e educado, ainda hoje lá estive, assobiou, riu, conversou, mesmo sem saber o pobrezito que agora o dono é mero «fiel depositário» do bicho até pagar os 20 mil euros. Ou até que um juiz ponha fim a esta palhaçada.

Quero agora com a seriedade possível dizer isto. ISTO não é a República das Bananas, é o NOSSO país. Isto não é a República das Bananas que acha que alguém pode viver com 432 euros por mês ou salários em atraso mas que protege os papagaios com multas aos donos trabalhadores de 20 mil. Este país que arrasa com pequenas empresas com impostos e multas e fiscalizações e leis cuidadosamente feitas para destruir negócios familiares – crimes que nunca foram punidos nem seus autos feitos com esmero. Estas coisas têm que ter consequências, não pode ser mera indignação, quem denunciou, quem gastou o dinheiro dos nossos impostos nesta perseguição absurda, quem é responsável por esta choldra tem que ser fortemente punido e garantir que ao dono chega uma carta de desculpas sinceras, extensíveis por favor a nós, cidadãos desta República, que é nossa.


Comentários

Anónimo disse…
SINCERAMENTE ESTE EPISÓDIO DA REPÚBLICA DAS BANANAS É DOS MAIS RÍDICULOS QUE QUE TENHO MEMÓRIA. TALVEZ A DITA PATRULHA, AQUANDO DA DESLOCAÇÃO AO LOCAL DE "INTERVENÇÃO" TENHA VISTO PESSOAS DEITADAS LITERALMENTE NA RUA E EM BANCOS DE JARDIM, INFRAÇÕES NA CONDUÇÃO, ENTRE OUTRAS COISAS GRAVES, SEM QUE TENHAM FEITO ALGUM AUTO!!! ESTE PAÍS ENVERGONHA OS PORTUGUESES HONESTOS, VERTICAIS E QUE QUEREM UM VERDADEIRO PORTUGAL PARA PORTUGUESES. INFELIZMENTE ESTE ANTRO TORNOU-SE NUMA CHOLDRA DE OPORTUNISTAS, INCOMPETENTES E MALABARISTAS!!!

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora