31/01/17

dou a mão à palmatória!


A Merkel? Essa? A Angelita? Uma excelente rapariga, prendada, bonacheirona, amiga do seu amigo. E o Bush filho? Ai filho, que filho de boas famílias, que paz d'alma, que pacífica criatura essa! E o mesmo posso dizer, aqui e agora, do Cameron, do Coelho, do Barroso, do Junckers ou Junker ou lá o que é. Todos santinhos da minha devoção. Todos cidadãos exemplares. Todos bons pais e mães de família. Esmoleres. Generosos e bons. Andei enganado, confesso. Ao lado de Trump, todos estes trastes são santos. Batam-me. Aleijem-me. Mandem vir cilícios, açoites, guilhotinas, empaladores, serrotes, forquilhas. Mereço. Oh se mereço!

Sem comentários: