a queda do falso midas


Wayne Perry/AP




Wayne Perry/AP

Trump é o que os seus casinos foram. Ouropel. Kitch. Novo-riquismo a rodos. Ostentação. Piroseira até mais não. A exemplo do que quer agora fazer da América, o lema de Trump já foi MAKE ATLANTIC CITY GREAT AGAIN. Com golpes palacianos, generosos empréstimos, cambalachos vários, ergueu o Taj Mahal. Trump Taj Mahal Casino, façam o favor de repetir comigo, que o nome de Trump é tão grande como a sua pessoa, vende, tem mais impacto do que qualquer outra marca, maior do que ele só Deus e, mesmo assim, se não lhe fizer sombra na Terra nem concorrência entre créus.

Trump é isto. Um imenso castelo de cartas, um palácio de areia que se esfrangalhou à primeira tempestade. Porque Trump não é Midas. E a sorte não protege os audazes, mas os vigaristas. 

Até um dia.








Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora