cada português, um pugilista


O governo, esta coisa que andaram a espalhar pelos vários ministérios, já sabe que, só com a subida de impostos, não vai lá. Tanto mais que, em simultâneo, destrói a economia, como tal cada vez menos serão as receitas de IVA, IRC, IRS e por aí fora. Sabendo isso, porque poderão ser cegos mas, ao que consta, parvos não serão, ei-los que inventaram novas formas de sacar dinheiro à malta, o pouco que a malta ainda vai tendo: as operações stop, não sei se já repararam, têm aumentado de forma ridícula (aqui, onde eu moro, é quase uma brigada em cada esquina); os consumidores podem ser autuados, à saída dos cafés, se não tiverem pedido a factura da bica ou do carioca; as contas da electricidade, do gás, da água, aumentaram de forma tresloucada sem que a subida do IVA, por si só, o justifique. Ou seja, é o assalto descarado e generalizado ao bolso do contribuinte. Seja lá como for, eles não querem perder. São, afinal de contas, bons alunos. Não sei é quem terá sido o professor. Alves dos Reis morreu há muito. O Zé do Telhado também. E o português, coitado, perde horas em reclamações quase sempre inúteis. Tudo para se defender de cada assalto do Estado e seus derivados. 

Há que correr com esta gente. Levá-los ao tapete. Pô-los KO de uma vez por todas.Ou eles ou nós.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho