palavrão também serve


Juro pelas quatro alminhas que sou pessoa cordata e mais ou menos polida. Mas, sempre que vejo um Passos, um Ulrich, um Van Zeller, uma Jonet, um Gaspar, um Portas, um Mira Amaral, um Ferraz da Costa, um Montenegro a assomar na pantalha, dá-me para o insulto, o impropério rasca. Tenho, definitivamente, que ir ter lições de boas maneiras. Talvez a Jonet, essa alma caridosa, pessoa de fino trato, esteja na disposição de me ajudar a encarreirar, a fazer como a nossa governação e os grandelinhas de outros tempos: sempre, sempre no bom caminho. Joder, diriam nuestros hermanos que, nestas coisas do vernáculo puro e duro, não se fazem rogados nem mandam recados pelos outros. Abençoados sejam, que o coñazo é grande e a paciência pouca.

Pronto. Desabafei.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!