o fado das comendadeiras

Mais uma vez se comprova que Anibal Cavaco Silva não está, nem pouco mais ou menos, à altura do cargo que desempenha. Numa homenagem ao Fado, o presidente está neste momento a condecorar vários artistas com a comenda da Ordem do Infante D. Henrique. Pensar-se-ia, logicamente, que uma das primeiras pessoas a serem agraciadas seria Carlos do Carmo, que tanto batalhou pela elevação do Fado a Património Imaterial da Humanidade e que, no ano passado, foi o primeiro artista português a ser contemplado com o Grammy Latino. Mas Cavaco não perdoa, Cavaco remói, Cavaco vinga-se. Num acto de plena demonstração da sua pouca grandeza, os felizes contemplados com o título de Comendador e de Comendadeira são Ana Moura, Carminho, Ricardo Ribeiro, Mário Pacheco e, claro, a sua apoiante desde a primeira hora, Katia Guerreiro. Nem Mariza, sem sombra de dúvida um dos nossos maiores valores fadistas da actualidade, teve honras de pisar Belém ao fim da tarde. Que triste fado o nosso, estarmos a suportar tal presidente há tantos e tão longos anos. Parafraseando Carlos do Carmo, foi um azar dos Távoras.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho