26/01/15

querido, o caldo entornou-se!

Que horror, o povo grego deu a maioria ao Syriza, votou na extrema-esquerda imberbe e radical, mandou às urtigas a democracia de tipo ocidental et cetera e tal. Agora é que vão ser elas, a Merkel e o Junckers vão fechar-lhes a torneira do dinheiro, vão corrê-los do euro, da comunidade europeia, os gregos vão passar fominha de rabo seco que é para não se armarem em espertos, pobre que é pobre beija as mãos de quem lhe garante a sobrevivência, lhe mitiga a indigência, pobre que é pobre prostra-se diante dos ricos, subserviente e agradecido, sem manias patrióticas, sem esses luxos da dignidade e da independência, que horror! O que vale é que a coisa não vai durar muito, aquilo no Syriza é um saco de gatos onde ninguém se entende, todos querem poleiro, vão sofrer dissidências graves e a aventura esquerdista, que horror!, não vai aguentar-se mais do que uns três ou quatro meses, os mercados vão fazer-lhes a cama, vocês vão ver, e além disso não têm gente capaz de governar. Alexis Tsipras não tem qualquer experiência política e não vai conseguir encontrar ministros capazes e porque torna e porque deixa e por mais isto e mais aquilo e assim e assado porque os gregos estão fritos.

Tudo o que acima se escreve foi dito esta noite nos canais de informação por grandes comentadores da praça. Não por estas palavras, mas este é o seu espírito. A revolução não passou, a revolução não passará. Morte ao Syriza já!

Sem comentários: