23/02/15

seres rastejantes

Não me canso de me cansar destas criaturas rastejantes, junto de Merkel anelantes. Dizem para aí que estão a subir nas sondagens. Serão os portugueses, esses que assim decidem, amibas sem uma parcela de cérebro, um pedacinho de lucidez?

Começo a desesperar. Isto não muda. Muda e telhuda é a maioria silenciosa. Para que fique tudo na mesma. Como a lesma.

Laranja. Marmanja.


Sem comentários: