20/03/15

papas e sarrabulho


Tem havido grosso sarrabulho lá para as banda dos states porque Hillary, a senhora Clinton, teria andado a usar o seu email particular, em vez do oficial, nos seus contactos políticos.

A nós, portugas mais do que habituados às pequenas e grandes escandaleiras, parece-nos coisa de somenos e quase nos apetece parafrasear Shakespeare: much ado about nothing.

É que, em Portugal, primeiros-ministros, ministros, secretários de Estado e afins usam a conta de e-mail que muito bem entenderem, fazem o que muito bem lhes apetece e sobra-lhes pano para mangas, comem-nos as papas na cabeça e o sarrabulho, a haver, dura uns dias, imediatamente ofuscado porque logo, logo a seguir, há novo caso na pantalha, novo cambalacho escarrapachado nos escaparates, novo zunzum para nada. Nada acontece. Nada se passa. Nada se fez de errado neste país à beira mar prantado. Virgens vieram ao mundo. E como a Virgem morrerão, sem pecado.

Sem comentários: