a feder

Li por aí que Miguel Relvas terá à sua disposição, no ministério, uma equipa dedicada a "monitorizar" os blogues e as redes sociais. 

Se me está a ler, Dr. Relvas - afinal sempre é doutor, ou não é? - veja se começa a fazer menos merda. Leu bem. Menos merda. O pivete que nos chega às narinas está a ser-nos insuportável. O senhor doutor anda a feder. Fede por causa da sua licenciatura, mas isso é ao menos, fede por causa das secretas, e isso já é mais grave, fede por causa da influência nefasta que tem exercido sobre os órgãos de informação, da RDP e RTP ao Público, fede por causa da Tecnoforma e da sua fraterna e empresarial aliança com Coelho, são erva com carne, fede por causa das negociatas em que recorre a um pau-mandado para fazer de Ponte entre si e Angola, a ver se a coisa passa despercebida e se a coisa rende.

Vá-se feder para outro lado. Por fossas e esgotos. Vá por aí. Não irá só, nada receie. Os seus amigos federão consigo até ao fim. E os portugueses ficarão, por assim dizer, aliviados.

Fotografia: http://publico.pt

Comentários

Faço das suas as minhas palavras caro Manuel Cruz.
Nada mais a acrescentar.
Zita disse…
Ele conseguiu tramar o público, assim como o Nuno Santos da RTP... acha que os blogs e outros locais da Internet possuem alguma força para se defender de uma justiça comprada e de uns políticos que tudo podem?

Creio que resta a rendição... podemos ir presos, basta eles querem, basta ver o que andam a fazer ao Medina Carreira... enfim
Unknown disse…
E sem esquecer que também fede no Brasil e no negocio da TAP. São uns cabrões de uns fedorentos....
Anónimo disse…
boa, brilhante, é assim que se fala com estes inergumenos de aventalzinho... tantos porcos na mesma pocilga!!! até metem nojo, BASTARDOS! este país está cheio de MIGUEIS DE VASCONCELOS...
Unknown disse…
Que se feda rápido!
Vitorino Batalim disse…
Felicito o dono do blog e prometo ajudar a meter a camarilha do Relvas no esgoto, puxar o autoclismo e aplicar o desentupidor para ter a certeza de que não voltam para trás. Enquanto o povo não começar a agrrá-los e a fazer-lhes o que nos fazem não acabará a ladroagem. Até rima e é verdade. Pulhas.
Para me caçarem mais facilmente aqui vai Vitorino Batalim adelfa@clix.pt
Anónimo disse…
Oh Relvas(não o trato por dr - coisa que não é),explique lá como conseguiu construir o POLVO para todos os cidadãos portugueses conseguirem entrar na pandilha e enriquecerem como você.

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!