somos ratinhos de laboratório de um governo cobarde

Por Tiago Mesquita
http://expresso.sapo.pt

Este governo é de uma cobardia impressionante. É um exercício penoso assistir ao miserável comportamento deste executivo. Não há uma única medida, ou melhor, projeto de alguma coisa que se assemelhe ao que possa vir a ser uma medida, que não seja à priori testada na opinião publica via comunicação social.

O nível de impopularidade que esta espécie de pré-anúncio consiga gerar no imediato, seja na oposição, comentadores, redes sociais, nas ruas ou no tipo que vende os pastéis de nata no bar do parlamento, leva a que a suposta medida avance ou não. Se não gerar muita polémica, passa. Se for uma imbecilidade tal, como esta última dos co-pagamentos no ensino secundário, fica na fase de projeto imbecil, não tendo continuidade o raciocínio idiota e a finalização da estupidez. Estupidez que seria, obviamente, a aplicação concreta da parvoíce. Mesmo assim, muita parvoíce tem sido executada. É fácil, lança-se uma idiotice para ser rejeitada de forma veemente pela opinião publica e depois compensa-se com a aplicação de várias estupidezes avulsas.

Somos ratinhos de laboratório de um grupo de 'cientistas' incompetentes, políticos sem qualquer espécie de orientação (que vá para além do GPS ligado em permanência à chancelaria berlinense) e que usa e abusa da boa fé, testa a paciência, e acossa e maltrata sem qualquer impiedade e impunidade todo um país.

Esta cobardia, este toca e foge permanentemente feito por ministros, assessores, via noticias plantadas nos media ou pela própria boca do primeiro-ministro demonstra a falta de honestidade, orientação, competência e principalmente futuro desta espécie de governo.

Depois de seis anos de autêntico lixo governativo socialista, acho que merecíamos mais do que estarmos agora sujeitos, por tempo indeterminado, aos desmandos e testes sádicos de um governo cobarde de direita.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!