os boches, outra vez

Por José Diogo Madeira
http://www.ionline.pt

O Deutsche Bank é acusado de esconder 9230 milhões de euros em dívidas durante a crise financeira para evitar um resgate pelo governo alemão. O estado alemão da Renânia do Norte-Vestefália encontrou um novo método de combater a evasão fiscal: paga a empregados bancários helvéticos para que estes entreguem os alemães que recorrem à Suíça para não pagar impostos. São notícias recentes que mostram a face perversa da Alemanha: um país corrupto e onde vale tudo. Recorde-se que os alemães compraram também decisores gregos para que estes adquirissem quatro submarinos germânicos no ano 2000.

A Alemanha foi sempre o foco das perturbações políticas, económicas e militares que arrasaram a Europa. Isso seriam águas passadas se esses comportamentos fossem mitigados por uma postura institucional que transformasse a unificação europeia num processo equilibrado, em que o centro desse a mão às periferias. Acontece que a Alemanha transformou, inteligentemente, a integração europeia numa oportunidade de negócio.

Ajudou a desmantelar os sectores produtivos de países como Portugal, compensando--os com fundos que serviram para comprar mais bens e serviços aos alemães. Tudo o que deu com uma mão, tirou com a outra. Conseguiu assim manter a sua dinâmica económica e um baixo desemprego. É evidente que esta “construção europeia” é apenas uma metáfora para iludir tolos. Seria útil que os europeus do Sul se coligassem e procurassem no Reino Unido um aliado para um novo modelo de Europa. A história repete-se.

Imagem: http://www.infowars.com

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho