ai o ódio, ai o insulto, ai a grândola


O Sr. Pingo Doce afirma-se revoltado com as "mensagens difíceis de compreender em que o ódio e o insulto é (sic) a característica principal”. Pois. O Sr. Pingo Doce não precisa de insultar ninguém. Com mais 360 milhões de euros no papo, tanto quanto os seus lucros em 2012, para o Sr. Pingo Doce a vida é uma doçura, um rio de mel, rebuçadinhos da marca dele. Nós, pelo nosso lado, continuaremos a insultar se for preciso. Quanto ao ódio, a cada um o seu feitio. Eu limito-me a desprezar os pingos, por mais doces que sejam. 

Fotografia de Nuno André Ferreira/Lusa (http://www.esquerda.net)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho