vamos encher esta praça!

Por aqui andou Salazar em dias de raça. Por aqui Azevedo, o almirante-bardamerda, gritou à populaça que o povo era sereno, que era só fumaça. Se é sereno não é burro, não sempre, nem peça de caça nem gente madraça. Rejeitamos a desgraça, a trapaça, a ameaça. Em Março, vamos encher a praça. Em Março, o Paço é nosso. Vamos a terreiro gritar contra a farsa, a mordaça, a carcaça hedionda de um capitalismo em estertor. Estarei lá!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora