e se a reforma do estado começasse com um governo novo?

Não liguem. A porquinha, nazi ainda por cima, não tem nada a ver com a reforma do Estado de que vos quero aqui falar. Apeteceu-me. Gostei da imagem. Só isso.

Paulo Portas falou. Palavra de honra que eu, não sendo político nem doutorado, era capaz de dizer o que ele disse, engendrar uns tantos lugares-comuns para debitar aos papalvos.

Então agora os professores podem comprar escolas? Tendencialmente, os mais ricos deixarão de contribuir para a Segurança Social destruindo-a assim de vez? Os privados abocanharão ainda mais funções do Estado com lucros colossais? É preciso racionalizar, desburocratizar, eliminar duplicação de funções, despedir, arruinar famílias, baixar impostos não se sabe é quando?

Portas é um gigante de pés de barro. A sua lendária inteligência caiu por terra, pela estrumeira. E Passos, de inteligência por sua vez menosprezada, vingou-se com a pintarola de um Maquíavel.

A porquinha da política. Ainda por cima nazi.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!