agora sim, portugal em estado novo!

O governo quer acordos, consensos, consentimentos por parte do PS para a destruição total do País. Proponho-lhes o seguinte: a extinção do PSD, do CDS e do PS e a criação, em sua substituição, de um novo partido de unidade nacional. O partido que garantirá 100% de lugares no parlamento, a renovação da Constituição - esta, de tão velha, cheira mal -, a ilegalização dos restantes partidos, a edificação de campos de reeducação política onde a estátua, a frigideira, a solitária não mais serão ternas lembranças de outros tempos. E, porque a miséria vai voltar e em força, é preciso estimular a caridade, que quem dá aos pobres empresta a Deus. Uma esmola aos domingos, um bodo pelo Natal e a consciência ficará tranquila, a alma abençoada. 

Em vez de Supico Pinto, uma Jonet. Em vez de Salazar, um Coelho. Em vez de Tomás, um Silva. Em vez de um país, um resort de luxo para chineses, angolanos, russos, brasileiros. Em vez de cidadãos, uma multidão de andrajosos a trabalhar de Sol a Sol por um punhado de feijão, uma malga de arroz.

Vamos nessa. O boletim já existe, basta reproduzi-lo. Pegue na caneta e preencha-o. Haverá um bónus para os primeiros 1000 inscritos, um salvo-conduto para ingressar na Direcção Geral de Segurança do Estado. Se a António Maria Cardoso foi transformada em condomínio de luxo, aproveitemos o Pavilhão de Portugal ou, melhor ainda, o Palácio das Laranjeiras onde Portas já tem o seu estado-maior.

Ainda que estrebuche entre estertores de moribundo, VIVA PORTUGAL. Em estado novo.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho