pinto & pinto, responsabilidade ilimitada

Pinto está feito com Pinto, são unha com carne, carne fraca, carniça para atirar aos lobos, sempre famintos, sempre vorazes.

Eu explico. Explico tudo, tintim por tintim.

Pinto Monteiro, ex-Procurador Geral da República, foi almoçar com José Sócrates Pinto de Sousa, ex-primeiro ministro. Parvos, atoleimados, foram almoçar em público, como se nada tivessem a esconder, em vez de se refugiarem na casa de um ou do outro ou, então, num qualquer recanto de Monsanto onde não pudessem ser vistos. Muito menos ouvidos.

Segundo parece, pelo menos é o que diz o Correio da Manhã, e toda a gente sabe quão credível é o Correio da Manhã, o Pinto magistrado terá dado conselhos ao Pinto político sobre a melhor forma de preparar a sua defesa.

O Pinto magistrado é incómodo, diz alto e bom som aquilo que eu penso, anónimo cidadão dado a descrer da Justiça à portuguesa, que o Freeport não passou de uma fraude, uma inventona para atingir Sócrates e o PS.

Se Pinto é amigo de Pinto desacredite-se Pinto também.

Se eu, como tantos outros, acredita na inocência do Pinto político até prova irrefutável em contrário, diga-se de mim, e de tantos outros, que não passamos de miseráveis socratistas, mesmo que, como é o meu caso e o de tantos outros, tenhamos dito e escrito cobras e lagartos de Pinto e das bicadas que deu aos portugueses durante os últimos meses de governação.

Pinto quis poleiro, Pinto está a ser assado no espeto, em lume brando, pelos galarotes que lhe queriam entrar na capoeira para ficar com os ovos de ouro. Para chupar a carne e os ossos da galinha poedeira.

É isso que eu penso. Do Pinto político. Ilimitado responsável por tudo o que, de mau, nos está a acontecer, a bancarrota, a falência das instituições, a austeridade, o empobrecimento, o desemprego, a emigração, o espectáculo obsceno de um país à beira merda plantado.

E, já agora, do BPN, do Portucale, da Tecnoforma, das falcatruas no BES, dos Vistos Gold, do assassinato de Rosalina Machado, dos submarinos, da pequena e grande corrupção que corrói os alicerces da Nação.

A culpa é toda, todinha do Pinto. Que fique na grelha. Para sempre!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho